Filosofia da Educ e Ciências da Educ
Ajuda com Pesquisar cursos
a) estabelecer relações entre história da educação brasileira e história dos veículos de comunicação a partir de três perspectivas: sua atuação como agentes educativos, a relação entre projetos educativos levados a cabo por esses meios e os processos de escolarização da sociedade brasileira, sua ação na formação de opinião pública sobre os grandes temas e problemas educacionais brasileiros. b) analisar a produção historiográfica brasileira mais recente que toma os veículos de comunicação como fonte e objeto de pesquisa bem como suas interfaces com o campo da história da educação;
- Possibilitar ao aluno o contato com diferentes perspectivas teóricas sobre o desenvolvimento humano e suas contribuições para a educação; - Discutir temas centrais no debate educacional a partir de estudos e pesquisas contemporâneas no campo da psicologia da educação.
O curso objetiva discutir temáticas do cotidiano escolar relacionadas às práticas escolares, enfatizando o desenvolvimento, os processos cognitivos e afetivos do psiquismo humano, bem como as relações na escola. Para tanto, abordar-se-á teorias psicológicas que articulam as práticas escolares aos processos de ensino, de aprendizagem e da organização da instituição escolar, respeitando as diferenças socioculturais e focando os aspectos relacionais, assim como a resolução de problemas e conflitos como eixos do trabalho docente.
a) Apresentar e discutir criticamente as aproximações entre a Psicologia e a Educação Escolar, particularmente no âmbito da educação brasileira e da formação de professores. b) Apresentar os fundamentos da psicologia da educação e da psicologia escolar crítica, suas contribuições para o entendimento das relações professor-aluno, como lócus privilegiado no entendimento dos processos de desenvolvimento psicológico e da aprendizagem no contexto das instituições escolares e de seu cotidiano. c) Apresentar e discutir algumas das principais questões do cotidiano escolar, enfatizando as matizes sociais e institucionais na constituição das práticas e processos escolares e seus resultados. d) Apresentar noções elementares da pesquisa que toma a escola como objeto de estudo bem como fornecer bases conceituais e práticas sobre as técnicas de observação e entrevista e seus registros, tomados como instrumentos formativos para a prática pedagógica e pesquisa educacional.
Revelar como na obra e pensamento psicológico, existem diretrizes que são baseadas nas concepções e estudos de um ser humano de verdade, vivendo uma vida real ou um drama humano, em que a essência de sua natureza, são as relações sociais, ou como é chamada na abordagem histórico-cultural, as relações interpessoais, imersas na atividade e na comunicação. Que o ser humano não é um ser individualista, isolado, definido por características abstratas, universais e homogêneos, como professam as psicologias tradicionais que têm sido produzidas pelas condições que imperam no tipo predominante de sociedade em que vivemos. Objetivos Específicos: Mostrar os conteúdos de um nova psicologia de base materialista dialética e histórica. Analisar as possíveis razões que fazem as psicologias tradicionais e clássicas como abstratas, fragmentadas e mecanicistas, tendo pouco a ver com os seres humanos em seu vida reais. Encontrar as interconexões possíveis ou interdependências entre uma e outra psicologia, as psicologias tradicionais e as que lutam para ser uma nova psicologia. Mostrar de forma mais sistemática a existência dessas tendências e os problemas do ecletismo, o que isso implica que há uma real diversidade de ideias sobre as explicações da psicologia e da formação e constituição da subjetividade, do psiquismo ou da mente.

Com o propósito de familiarizar o estudante com a reflexão acerca de conceitos e temas da Educação a partir de uma perspectiva filosófica, este programa visa, além de primeiramente apresentar algumas matizes sobre o significado e as origens da Filosofia e de alguns problemas que atravessam qualquer tentativa de definir esse campo do conhecimento, centrar-se em algumas abordagens filosóficas contemporâneas acerca de elementos fundamentais sobre o sujeito e sua presença no mundo atravessada pela história e por sua experiência vivida para a elaboração uma filosofia da educação.

- Possibilitar ao aluno o contato com diferentes perspectivas teóricas sobre o desenvolvimento humano e suas contribuições para a educação; - Discutir temas centrais no debate educacional a partir de estudos e pesquisas contemporâneas no campo da psicologia da educação.

OBJETIVOS: Esta disciplina tem por objetivo o exercício de leitura e análise de textos filosóficos sobre problemáticas da Educação de recortes históricos e temáticos diversos. Buscamos que ao final do semestre o aluno seja capaz de: 1) ler e analisar textos de Filosofia; 2) estruturar e expressar seus pensamentos, críticas e ideias fundamentados em reflexões filosóficas; 3) estabelecer conexões com a experiência e a prática docente e conceber e construir seu papel de educador à luz de leituras filosóficas da Educação.

PROGRAMA RESUMIDO

Este programa visa apresentar brevemente a noção de Filosofia enquanto campo de conhecimento e perspectiva crítica e analítica de conceitos e temas dos estudos da Educação e propõe a reflexão filosófica como método para a abordagem de problemáticas de aspectos epistemológicos, históricos, sociais, éticos e políticos das experiências e práticas educacionais.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1.      Apresentação

1.1  O que é filosofia?

1.2  As origens da filosofia

2.      Podemos filosofar sobre educação?

3.      Conceitos de Educação

3.1  Educação, experiência e imaginação

3.2  Pedagogia crítica e transgressão

4.      A natureza da teoria em Educação: aspectos epistemológicos, éticos e políticos

5.      Fins e valores na prática educacional como problemas filosóficos – Educar para quê?

6.      A dimensão ético-política da Educação

7.      Filosofia, Educação e prática docente

a) abordar a historiografia da educação no Brasil à luz de seus textos e no processo de formação do campo; b) apresentar e analisar criticamente as operações e resultados dessa historiografia; c) identificar as principais convergências e dissensões entre os praticantes dessa especialidade, seus grupos e veículos, tendências teóricas e ideológicas; d) proceder à leitura crítica de estados da arte e balanços; e) promover o estímulo à revisão da literatura para a pesquisa acadêmica em história da educação.
Exercitar a leitura e a análise de textos clássicos da tradição filosófica sobre Educação Discutir os fundamentos antropológicos, éticos, políticos e epistemológicos da Educação e suas conexões com a experiência e a prática docente. 

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP