Programação

  • Ementa do curso

    FLS5258 Metodologia de Projeto II (doutorado) 

    Profa. Fernanda Arêas Peixoto

    quinta-feira, das 9h30 às 13h30

    sala 104-B

    O curso visa oferecer um espaço de reflexão ampliado sobre as artes da pesquisa antropológica, seus desafios e derivas, a partir dos projetos e experiências de investigação dos alunos, de modo a auxiliá-los, pela discussão integrada e comparada, em seus respectivos trabalhos. O objetivo central é realizar uma reflexão detida sobre procedimentos, recortes e escolhas analíticas, com o auxílio da troca de experiências entre pesquisadores provenientes das mais variadas subespecialidades no interior da Antropologia. A discussão coletiva se beneficiará da intervenção de um debatedor, previamente escolhido, e dos comentários dos demais alunos e da professora. Indicações bibliográficas serão feitas ao longo do curso, em função das questões colocadas pelos projetos e de dois nortes centrais que orientam a disciplina: 1. a variedade de formas e feitios da pesquisa antropológica e 2. a inseparabilidade entre teoria e método. 

    A ideia do curso nasceu de uma avaliação coletiva sobre a importância de espaço de discussão integrada e sistemática dos projetos de pesquisa dos alunos, distinto das orientações individuais e das discussões realizadas no interior dos grupos de pesquisa, que normalmente reúnem pesquisadores de uma mesma área.  

    OBS. O curso compreende 12 sessões; a princípio, o seu término está previsto para 13 de junho, mas a data pode ser prorrogada se for necessário. 

    OBS 2. Não haverá aulas no dia 25 de abril e 6 de junho. Teremos aulas no dia 18 de abril.


  • 1a sessão: 14/03

           "Que isto de método, sendo, como é, uma coisa indispensável, todavia é melhor tê-lo sem gravata nem suspensórios, mas um pouco à fresca e à solta, como quem não se lhe dá da vizinha fronteira, nem do inspetor de quarteirão. É como a eloquência, que há uma genuína e vibrante, de uma arte natural e feiticeira, e outra tesa, engomada e chocha" " -  Machado de Assis, Memória Póstumas de Brás Cubas,1880, cap. IX.

               "A arte de construir um problema é muito importante: inventa-se um problema, uma posição de problema, antes de encontrar uma solução [...]. O objetivo não é responder a questões, é sair delas"- Gilles Deleuze, Diálogos (com Claire Parnet), Editora Escuta, 1998, p. 9.


    • Apresentação da proposta, da professora, do(a) s aluno (a)s. Organização trabalho do semestre, da dinâmica dos encontros e avaliação. 


    • 2a sessão: 21/03

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1

      Discussão de dois projetos, um em cada parte da aula. 

      Dinâmica: O debatedor tem 15 min para fazer um comentário geral e questões; em seguida, uma rodada de questões (cada membro do grupo levanta uma questão) e o autor reage. Se houver tempo, fazemos nova rodada.

      Obs. O texto de apoio, sugerido, não será discutido mas funciona como base para a leitura do projeto.

      Projetos


      • Ruan F. de Azevedo, Virar ator, virar touro e virar antropólogo: os “Corpos” no Teat(r)o Oficina. (texto: cap. 1 de Mil platôs, "Como criar para si um corpo sem órgãos")
      Debatedor: Otávio Maia


      • Camila Galan de Paula, Memórias indígenas, família e diferença no semiárido piauiense (texto: Márcio Goldman, "Contradiscursos afroindígenas sobre mistura, sincretismo e mestiçagem. Estudos etnográficos")

      Debatedor: Michel Soares


    • 3a sessão: 28 de março

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1

      Projetos

      • Bruno Ribeiro da Silva Pereira, “Só vendo que beleza”:  Reflexões e relatos de Henricão sobre a vida cultural paulistana e carioca (1930-1950)  - texto de apoio: Michel de Certeau, "O tempo das Histórias" e " Relatos de espaço" In: A invenção do cotidiano. 1980)
      Debatedor: Thaís Tiriba

      • Rodrigo Brusco, "Analogias kawaiwete, descrevendo relações no Xingu" (texto de apoio: M. Strathern, cap. 14 de O efeito etnográfico)

      Debatedor: Ruan de Azevedo

    • 4a sessão: 4 de abril

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1


      Projetos

      • Maurício Pinto, Projeto: "Colorindo o futebol: Times de futebol LGBT como estratégias de resistência e existência" (texto de apoio: "Lesbianidade em campo: afeto e desejo entre jogadoras de futebol brasileiras" e "Interseccionalizando as categorias ou sobre o futebol enquanto meio de superação das desigualdades e violências" p.170-195)

      Debatedor: Arthur F. Gomes

      • Thaís Tiriba, Projeto: Blessers e blessees: sexo, afeto e consumo na “nova” África do Sul (texto de apoio, Laura Moutinho, "Retóricas ambivalentes...")

      Debatedor: Julian Ropain


      Obs. Nesse dia, o/as aluno/as devem definir o trabalho final, se um verbete para a EA (pode ser feito em duplas), ou se um texto de sistematização da bibliografia que inspira a definição do problema e caminhos da pesquisa (individual). ____________________________________________________________________________________________________________________

      Algumas sugestões...
      Castillejo Cuéllar, Alejandro (2009). Los archivos del dolor. Ensayos sobre la violencia y el recuerdo en la Sudáfrica contemporánea. Bogotá: Universidad de los Andes, Facultad de Ciencias Sociales.
      MAHMOOD, S. Teoria feminista, agência e sujeito liberatório: algumas reflexões sobre o revivalismo islâmico no Egipto. Etnográfica [online], v.10, n.1, p.121-158, mai. 2006.
      VIVEIROS DE CASTRO, E. B.; ARAUJO, R. B.. Romeu e Julieta e a Origem do Estado. In:VELHO, G. (Org).  Arte e Sociedade: Ensaios de Sociologia da Artes. Rio de Janeiro: Zahar, 1977.
      SÁEZ, O. C. (2013). Esse obscuro objeto de pesquisa: Um manual do método, técnicas e teses em Antropologia. Ilha de Santa Catarina: Edição do Autor. 
      Toro, N. Q. Embarcados por la vida: luchas y movimientos afroatrateños en medio de la guerra en Colombia. in: CUÉLLAR, Alejandro Castillejo. Proceso de paz y perspectivas democraticas en Colombia. Buenos Aires: Clacso,  2015.

    • 5a sessão: 18 de abril

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1

      OBS sobre os trabalhos: 

      1. Informações sobre verbetes - ver http://ea.fflch.usp.br/orientacao-geral-da-obra.
      Sugiro como excelentes exemplos de verbetes, a leitura dos verbetes dos colegas: Moeda (M. Mauss), Camila Galan de Paula, Naven, Rodrigo Brusco (e Eduardo) e
      Estar vivo, de Arthur Fontgaland. Visitem a página da EA, tragam as dúvidas e eventuais sugestões de verbetes que podem ser submetidos depois à EA (que podem ser feitos em duplas). 

      2. Peço que me enviem até terça-feira as proposta de trabalho.


      Projetos

      • Rafael Marinho Brasil,

        Projeto: 'Um dia todos irão se encontrar': os Xetá em busca de seus parentes desaparecidos (Texto de apoio: Comissão Nacional da Verdade. “Violações de direitos humanos dos povos indígenas”. Relatório: textos temáticos. v. 2. Brasília (DF): CNV, 2014, p. 203-262) .

      Debatedor: João Campos

      • Arthur F. Gomes 

        Projeto: Nos caminhos da diáspora: travessias venezuelanas na fronteira Brasil-Venezuela (texto de apoio: Alejandro Crimson, Fronteras, naciones y región)

      Debatedor: Rodrigo Brusco

    • 6a sessão: 02 de maio

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1


      Projetos:

      • Julian, "História que se elabora com a memória:  narrativas e tensões em torno do Museo de Memoria Histórica de Colombia"  (Texto de apoio: "O poder na estória" e "Historicidade unilateral", p. 19 - 26, e "Teorizando a ambiguidade e rastreando o poder", p. 53 - 63, capítulo 1 de Silenciando o passado de Michel-Ralph Trouillot) .

      Debatedor: Maurício

      • João Vitor, "Reflexos de Waruá: território, (contra)hierarquia e alteridade entre os Dâw do Alto Rio Negro" (Texto de apoio: Sociedade e Improviso: estudo sobre a (des)estrutura social dos índios Maku. Museu do Índio, 2011, com os seguintes trechos selecionados para a leitura: "Introdução" XXXVII - 08 pgs., "O assentamento Maku", p. 5 à 10, "O acampamento de caça", p. 16 à 20 e "Hierarquia e Astúcia", p. 21 à 25.

      Debatedora: Liza

      ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

      Algumas sugestões...
      BORGES, Viviane Trindade. Carandiru: os usos da memória de um massacre. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 8, n. 19, p. 04 ‐ 33. set./dez. 2016. Disponível em:http://www.revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180308192016004/6348
      CADENA, Marisol de la. Natureza incomum: histórias do antropo-cego. Rev. Inst. Estud. Bras.,  São Paulo ,  n. 69, p. 95-117,  Apr.  2018
      DAWSEY, John C. Bonecos da Rua do Porto: performance, mimésis e memória involuntária. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, dez. 2012, n. 1,2, v. 13,p. 185-219.
      MASSEY, Doreen: “Lugar, identidad y geografías de la responsabilidad en un mundo en proceso de globalización”. Treballs de la Societat Catalana de Geografia, 57, 2004, pp.77-­84.
      MONTOYA ARANGO, Vladimir; GARCIA SANCHEZ, Andrés; OSPINA MESA, César Andrés. Andar dibujando y dibujar andando: cartografía social y producción colectiva de conocimientos. Nómadas,  Bogotá ,  n. 40, p. 191-205,  Jan. 2014
      POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Estudos Históricos: Rio de Janeiro, vol. 5, n. 10, 1992, p. 200-212.
      SCHWARCZ, Lilia K.Moritz. Questões de fronteira: sobre uma antropologia da história. Novos estudos.- CEBRAP,  São Paulo ,  n. 72, p. 119-135,  July 2005 .   Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002005000200007&lng=en&nrm=iso. SELIGMANN-SILVA, Márcio. Narrar o trauma: a questão dos testemunhos de catástrofes históricas. Psicol. clin.,  Rio de Janeiro ,  v. 20, n. 1, p. 65-82,    2008 .
      SELIGMANN-SILVA, Márcio. TESTEMUNHO E A POLÍTICA DA MEMÓRIA: O TEMPO DEPOIS DAS CATÁSTROFES. Projeto História : Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, [S.l.], v. 30, dez. 2009
      SOURIAU, The different modes of existence. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2015.
      TAUSSIG, Michael. 2011. I swear I saw this. Drawings in fieldwork notebooks, namely my own. Chicago and London: The University of Chicago Press.
      TAYLOR, Diana. O arquivo e o repertório: performance e memória cultural nas Américas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.
      TUAN, Yi-Fu. Space and place: humanistic perspective. In:OLSON, Gunnar; GALE, STEPHEN. Philosophy in Geography. DORDRECHT: REIDEL PUBLISHING, 1979.

    • 7a sessão: 09 de maio

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1

      Projeto:

      • Otávio Maia, "A (DES) CRENÇA NO ESTADO" (Texto de apoio:  Jean Louis Briquet, PERTENCIMENTOS LOCAIS, EXPERIÊNCIAS COTIDIANAS E PRÁTICAS POLÍTICAS: CLIENTELISMO E POLITIZAÇÃO NA CÓRSEGA, SÉCULOS XIX E XX)

      Debatedor: João Vitor

      • João Campos, "Pensar com filmes: estudo sobre a obra de Adirley Queirós e a experiência de feitura cinematográfica" (Texto de apoio: Benjamin, "Sobre o conceito de história").

      Debatedor: Bruno

      _________________________________________________________________________________________________________

      Algumas Sugestões...

      DAS, Veena; POOLE, Deborah. "El estado y sus márgenes. Etnografías comparadas". In. Revista Académica de Relaciones Internacionales, núm. 8, junio de 2008 (Universidad Autónoma de Madrid. Grupo de Estudios de Relaciones Internacionales / GERI-UAM). Disponível em: https://repositorio.uam.es/handle/10486/678285 
      MATTAR, Viviane. Moralidades em torno do Bolsa Família, gênero e alimentação: um estudo de caso a partir de uma favea no Rio de Janeiro. Dissertação apresentada , ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, do Instituto de Medicina Social, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS-UERJ), 2019.


    • 8a sessão: 16 de maio

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1


      Projetos:

      • Michel de P. Soares, "Outra forma de esportes é possível? 

        Formação de jovens atletas no boxe com valor" (Texto de apoio: Osmundo Pinho, ETNOGRAFIAS DO BRAU: CORPO, MASCULINIDADE E RAÇA NA REAFRICANIZAÇÃO EM SALVADOR)

      Debatedor: Rafael Marinho

      • Pâmilla Ribeiro,“Uma fala forte encontrada nas edições do filme"- montagens de performance no batuque de Ponto Chique – MG (Texto de apoio:  J. Dawsey, TONANTZIN: VICTOR TURNER, WALTER BENJAMIN

        E ANTROPOLOGIA DA EXPERIÊNCIA)

    • 9a sessão: 23 de maio

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1


      Projetos:

      • Paola Lappicy, "O quê cantam os presídios? Uma etnografia sobre voz e silêncio na penitenciária feminina de São Paulo" (Texto de apoio: 

        "Formulating questions – the ‘music and society’ nexus", Tia Denora)

      • Debatedora: Vanessa

      • Daniel A. Contreras, "Auto-concepção, mobilização e resistência entre os Kiriri. Dos aldeamentos à guerra de Canudos". 
      • Debatedora: Camila


    • 10a sessão: 30 de maio

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1


      Projetos:


      • Chirley."Saberes e Práticas na escola indígena no Jaraguá: Uma etnografia do saber, viver e aprender do Povo Guarani Mbya". Texto de apoio:BENITES, Sandra. Viver na língua Guarani Nhandewa (Mulher falando).
      • Debatedora: Pâmilla

      • Olívia."Uma rede féminista transnacional: Direitos Humanos e as Católicas pelo Direito de Decidir" Texto de apoio: ABU-LUGHOD, Lila. An Anthropologist in the territory of rights.In:______.Do Muslim Women Need Saving? Cambridge& London: Harvard University Press, 2013.p.173-200.
      • Debatedora: Paola


    • 11a sessão: 13 de junho

      Restrito Disponível se: Você faz parte de T-FLS5258-1


      Projetos: 

      Projeto Liza."Desviver para viver: exploração do esquecimento em mulheres parentes de detidos e desaparecidos por meio da etnoficção e o cinema verité".

      Texto de apoio: POLLAK, M. Memória Esquecimento e Silêncio. 

      Debatedora: Olívia

      Projeto Marcelo: "A Babilônia pega Fogo: Rastafaris na cidade de São Paulo"

      Texto de apoio: MAGNANI, José Guilherme C. "QUANDO O CAMPO É A CIDADE: FAZENDO ANTROPOLOGIA NA METRÓPOLE".In: Magnani, José Guilherme C. & Torres, Lilian de Lucca (Orgs.) Na Metrópole - Textos de Antropologia Urbana. EDUSP, São Paulo, 1996.

      Debatedora: Chirley

      Projeto Vanessa:"POVOADO BREJO DA BRÁSIDA NO UNIVERSO SUBMÉDIO SÃO FRANCISCO: AS RELAÇÕES DE SOCIEDADE E CULTURA EM CONTEXTO ARQUEOLÓGICO"

      Texto de apoio:  CUNHA, Manuela Carneiro da Cunha.O futuro da questão indígena. 

      Debatedor: Daniel

       


    e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP