• COMO ESCOLHER A ESPECIALIDADE

    Nessa aba você encontrará informações muito interessantes sobre fatores que influenciaram as escolhas da especialidade de médicos norte-americanos bem estabelecidos em suas carreiras e sobre como eles se sentem em relação às especialidades escolhidas. São também apresentados dados e informações sobre aptidões, talentos e traços de personalidade que seriam desejáveis em cada especialidade.

    Esses dados foram obtidos em vários estudos e estão contidos no livro “How to Choose a Medical Specialty”, de Anita D. Taylor, (Sixth Edition, 2017, SDN – The Student-Doctor Network, USA) que teve algumas partes extraídas, traduzidas e adaptadas especialmente para serem apresentadas nessa plataforma (tradução do Dr. Iago da Silva Caires e edição e adaptação do Prof. Dr. Luiz E. A. Troncon ).


    As informações são apresentadas em duas seções (pastas). Cada pasta contem arquivos com as especialidades distribuídas pela ordem alfabética, desde A - Alergia e Imunologia, até U – Urologia.

    O elenco apresentado nessas duas seções inclui cerca de 40 especialidades médicas, que são as mais frequentemente escolhidas na América do Norte. 

    Embora esse elenco não inclua algumas especialidades bem conhecidas no Brasil e contenha algumas inexistentes ou pouco desenvolvidas em nosso país (exemplo: Medicina Aerospacial e Medicina da Adição), a maioria delas são as mesmas. Há ainda a inclusão de outras especialidades que até pouco tempo não eram praticadas no Brasil, mas agora já o são (Cuidados Paliativos, Hebiatria, Medicina de Emergências, por exemplo).

    Existem várias evidências de que a essência de cada uma das especialidades, refletindo nas atividades da sua prática diária, não são muito diferentes nos diversos países. Há, porém, algumas diferenças que devem ser levadas em consideração, por exemplo, nos Estados Unidos da América, as especialidades Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço constituem uma só área de trabalho e, em muitos países do Hemisfério Norte, dos dois lados do Atlântico, há superposição apreciável entre a Cirurgia Geral e as especialidades cirúrgicas que tratam do tubo digestivo.