Estudar os principais movimentos organizacionais ao longo da evolução da Administração. Propiciar compreensão e discussão do processo e pensamento administrativo. Estabelecer relações entre a teoria geral das organizações e as características das organizações de saúde.
1. Elaborar perguntas (objetivos) para projetos de pesquisa. 2. Compreender os princípios de pesquisa bibliográfica e utilizar sistemas de busca publicamente disponíveis para recuperar informações. 3. Identificar o desenho metodológico dos diversos estudos clínicos. 4. Compreender as vantagens e limitações dos diversos desenhos metodológicos disponíveis. 5. Compreender os princípios de análise estatística mais comumente utilizados para estudos clínicos, favorecendo a escolha dos recursos necessários no planejamento dos projetos de pesquisa. 6. Analisar criticamente os estudos recuperados pela busca bibliográfica utilizando o conhecimento do desenho dos estudos e das técnicas de análise mais frequentemente utilizadas para fundamentar as perguntas elaboradas. 7. Identificar os cuidados metodológicos que serão necessários na condução dos projetos de acordo com seus objetivos. 8. Compreender os princípios de desenvolvimento de instrumentos de pesquisa clínica. 9. Compreender os princípios de gerenciamento de dados coletados em estudos clínicos. 10. Desenvolver planilha de custos e desembolso de estudos clínicos.
Proporcionar ao aluno uma visão geral sobre os modelos de organizações que atuam na área de saúde. Abordar conceitos de rede de organizações e as características da gestão de conglomerados de prestação de serviços. Na saúde várias organizações, estruturadaspor diferentes modelos jurídicos e administrativos, se reúnem em forma de redes para prestar serviços de saúde. Esta disciplina estuda este comportamento, com aspectos muitos particulares na área de saúde.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP