UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

 

Disciplina: Brasil e as relações internacionais

2º.  semestre 2019

Profa. Dra. Miriam Dolhnikoff

Vespertino/Noturno

Objetivos:

A disciplina tem como principal enfoque o debate sobre temas referentes à história política do Brasil, no Império e na República, e sobre a política externa deste período. Não se pretende esgotar os diferentes temas, mas oferecer ao aluno o contato com debates historiográficos e documentos de época, de modo a possibilitar a reflexão sobre o tema e sobre a relação entre historiografia e documentos.

Conteúdo:

  1. Apresentação do curso

Unidade 1 - Império

2.       Primeiros passos na organização de uma monarquia constitucional

Documento: Constituição de 1824

Texto: Gladys Sabina Ribeiro e Vantuil Pereira – “O Primeiro Reinado em revisão”. Keila Grinberg e Ricardo Salles (orgs) - O Brasil Imperial 1808-1830 Vol. I. RJ, Civilização Brasileira, 2009, pp. 137-174

3.       Elites e organização institucional

Documentos: Ato Adicional de 1834 e Interpretação do Ato Adicional (1840)

Textos: José Murilo de Carvalho - A Construção da ordem. A elite política imperial. Brasília, UNB, 1981, cap. 5, p. 93-110

Miriam Dolhnikoff – O pacto imperial: origens do federalismo no Brasil. SP,

Globo, 2005, cap. 2, p. 81 a 154 e 307 a 312 (notas de pé de página)

4.       A dinâmica do governo representativo

Documento: Discurso de Silveira da Motta e de Nabuco de Araújo no Senado em 1868, em 1/7 e 17/7, respectivamente

Sérgio Buarque de Holanda – “Poder pessoal” e “Democracia improvisada”. História Geral da Civilização Brasileira. Do Império à República. 4ª. ed., Tomo II, 5º. Vol., SP, Difel, 1985, pp.  59 a 104

Sérgio Ferraz – “A dinâmica política do Império: instabilidade, gabinetes e Câmara dos Deputados (1840-1889)”. SP, Revista de Sociologia Política, vol. 25, n. 62, p. 63-91, jun. 2017

5.       Governo representativo e eleições

Documento: Francisco Belisário Soares de Souza – O sistema eleitoral do Império. Brasília, Senado Federal, 1979, pp. 19-40, publicado originalmente em 1872

Richard Grahan - Clientelismo e política no Brasil do século XIX. RJ, Editora da UFRJ, 1997, pp. 103-120

Miriam Dolhnikoff – “Governo representativo e eleições no século XIX”. RJ, Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, n. 178, pp. 15-46, maio/ago 2017

6.       Relações com Inglaterra

Documentos: Debate na Câmara dos Deputados, em 2/7/1827, sobre tratado com Inglaterra sobre tráfico negreiro; Debate no Senado, em 11/10/1839, sobre continuidade do tráfico negreiro

Textos: Beatriz GallottiMamigonian - "A proibição do tráfico atlântico e a manutenção da escravidão". Keila Grinberg e Ricardo Salles (orgs) O Brasil Imperial 1808-1830 Vol. I. RJ, Civilização Brasileira, 2009, pp. 207-233

Amado Luiz Cervo – O parlamento brasileiro e as relações exteriores (1826-1889). Brasília, Ed. Universidade de Brasília, 1981, Introdução e pp. 5-15

7.       Prata

Documentos: Notas diplomáticas trocadas entre Uruguai e Brasil (janeiro e fevereiro de 1846) e Ata da seção dos Negócios Estrangeiros do Conselho de Estado de 26/01/1846

Gabriela Ferreira – “Conflitos no Rio da Prata”. Keila Grinberg e Ricardo Salles (orgs) – O Brasil Imperial (1808-1831) – RJ, Civilização Brasileira, 2009, vol. 1, pp. 309-341

8.       Prova

 

Unidade dois - República

9.       1ª República

Documentos: Discursos do Chanceler barão do Rio Branco sobre relação entre Brasil e EUA

Maria Efigênia Lage de Resende – “O processo político na primeira república e o liberalismo oligárquico”. Jorge Ferreira e Lucilia de Almeida Neves Delgado (orgs) – O Brasil republicano, vol. 1. RJ, Civilização Brasileira, 2003, pp. 89 a 120

Clodoaldo Bueno – Política externa da primeira república. SP, Paz e Terra, 2003, cap. V, pp. 146 a 171

10.   O Estado Novo

Documento: Discurso proferido no rádio por Getúlio Vargas em 10/11/1937

Textos: Maria Helena Capelato. “O Estado Novo: o que trouxe de novo?”. Jorge Ferreira e Lucilia de Almeida Neves Delgado (orgs) – O Brasil republicano, vol. 2. RJ, Civilização Brasileira, 2003, pp. 107-144

Ângela de Castro Gomes – “O Estado Novo e o debate sobre populismo no Brasil”. Sinais Sociais. RJ, No. 25, pp 9-37, maio/agosto de 2014

11.   Política Externa período Vargas

Documento: Discurso do Chanceler Oswaldo Aranha para jornalistas em 23/3/1939, sobre Missão Aranha

Textos: Gerson Moura – “A revolução de 30 e a política externa brasileira: ruptura ou continuidade?”. A Revolução de 30. Seminário Internacional. Brasília, Editora da Unb, 1983, pp.573-596

Marcelo de Paiva Abreu – O Brasil e a economia mundial. RJ, Civilização Brasileira, 1999, pp. 29 a 41

12.   A experiência democrática

Documentos: Primeira página e editorial dos jornais O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e Última Hora, no dia anterior e no dia posterior ao golpe militar de 1964

Textos: Vânia Maria Losada Moreira – “Os anos JK: industrialização e modelo oligárquico de desenvolvimento rural” – Jorge Ferreira e Lucilia de Almeida Neves Delgado (orgs) - O Brasil republicano. RJ, Civilização Brasileira, 2003, vol. 3, pp.155-194

Jorge Ferreira – “O governo Goulart e o golpe civil-militar de 1964” – Jorge Ferreira e Lucilia de Almeida Neves Delgado (orgs) - O Brasil republicano. RJ, Civilização Brasileira, 2003, vol. 3, pp. 343-404

13.   Política externa do período democrático

Documento: Discurso do Chanceler San Tiago Dantas e debate na Câmara dos Deputados, em 23/11/1961, sobre o reatamento das relações diplomáticas com a URSS

Textos: Paulo Vizentini – “A política externa do governo JK (1956-1961)” – José Augusto Guilhon Albuquerque, Ricardo Seitenfus, Sergio Henrique Nabuco de Castro (coord.) - Sessenta anos de política externa brasileira (1930-1990). 2ª. ed., RJ,Lumen Juris, 2006, pp. 291-318

Rodrigo Amado – “A política externa de João Goulart” -  José Augusto Guilhon Albuquerque, Ricardo Seitenfus, Sergio Henrique Nabuco de Castro (coord.) - Sessenta anos de política externa brasileira (1930-1990). 2ª. ed., RJ,Lumen Juris, 2006, pp. 359-380

14.   A ditadura militar

Textos: Marcos Napolitano – 1964. História do regime militar brasileiro. SP, Contexto, 2014, pp. 69-95

Adriano Codato – “O golpe de 1964 e o regime de 1968: aspectos conjunturais e variáveis históricas”. Curitiba, História: Questões e Debates, Editora UFPR, n. 40, 2004, pp.11-36

15.   Prova

 

Métodos Didáticos

A primeira parte da aula será a discussão de documentos, a partir das respostas dadas pelos alunos a perguntas que devem ser respondidas antes da aula

A segunda parte será aula expositiva

 

Avaliação

Os alunos deverão entregar as respostas das perguntas de cada aula no dia da aula. A entrega das respostas de todas as perguntas da unidade 1 terão valor de 1 ponto na nota final e a entrega das respostas de todas as perguntas de unidade 2 terão também valor de 1 ponto na nota final

As provas serão realizadas em sala de aula, com consulta a textos e documentos. Cada prova valerá no máximo 4 pontos na nota final.

 


e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP