Programação

  • Aula 1 - 01/8/17

    Prof.  Jefferson Drezzet

    Temas:

    Ciclos de vida e saúde pública: Introdução

    Transição de gênero, tendências demográficas, nutricional de saúde pública: a saúde reprodutiva

    Contracepção e fecundidade


    Perguntas norteadoras:

    Introdução aos ciclos de vida
    - Defina ciclos de vida e os desafios desta abordagem para a Saúde Pública, para a Nutrição e para as noções de prevenção e promoção da saúde
    - Descreva o que mudou na distribuição da população brasileira quanto a estes ciclos / grupos etários, e por quê.
    - Descreva as implicações para a Saúde Pública na mudança na pirâmide etária. 
    - Defina "risco" e "vulnerabilidade"

    Gênero, fecundidade e saúde pública
    - Descreva a taxa e tendências atuais da fecundidade no país, e os fatores associados à queda da fecundidade.
    - Como políticas públicas podem contribuir para reduzir as desigualdades de gênero na conciliação entre trabalho produtivo / remunerado e as responsabilidades familiares?
    - Porque as mulheres vivem mais do que os homens?


  • Aula 2 - 8/8/17

    Prof.ª Simone Diniz

    Prof. Jefferson Drezzet

     

    Temas:

    - Revisão das bases biológicas: ciclo fértil

    - Contracepção

    - Gestação normal e atenção pre-natal 

    - Gestação normal e necessidades nutricionais

    - Atenção pre-natal - PAISM e Rede Cegonha

     

     

    Perguntas norteadoras

    - Descreva o ciclo menstrual, suas fases e os hormônios envolvidos

    - Como uma mulher pode saber quando está ovulando e com grandes chances de engravidar?

    Contracepção e saúde pública

    - Cite os métodos contraceptivos de barreira,  hormonais e  definitivos, suas vantagens e desvantagens

    - Como se distribui o uso de contraceptivos no Brasil, nos setores público e privado? Por quê?

     

    Qual é a duração, em semanas, da gestação?

    As gestações estão ficando ficando mais curtas? Justifique.

    Descreva duas modificações ou alterações que o organismo da mulher sofre durante a gestação.

    Cite as queixas digestivas mais comuns durante a gestação, e suas causas.

    Quais as principais mudanças nas necessidades nutricionais das gestantes?

    Toda gestante necessita de suplementação nutricional? Justifique.

     

    Video gravidez e parto - https://www.youtube.com/watch?v=_fQBjuFEPE0

     


  • Aula 3 - 15/8/17

    Prof.ª Simone Diniz

    Prof. Jefferson

    - Assistência ao parto como questão de saúde pública : impactos no curto e longo prazo na saúde e estado nutricional.

    - Evidências e direitos na assistência ao parto

    - Importância do parto e da primeira hora para a amamentação e para a saúde da mãe e do bebê


    Perguntas norteadoras

    - Quais as principais fases do trabalho de parto e parto?

    - Quais os principais hormônios envolvidos no trabalho de parto e parto?

    - Porque no Brasil as crianças de famílias mais ricas têm gestações mais curtas?

    - Qual a diferença entre a dor do parto e a dor iatrogênica?

    - O que é considerado hoje em dia o “padrão-ouro” da assistência ao parto?

    - Por que a taxa de cesárea no Brasil é tão alta?

    - O que é a “hora dourada” e qual a sua importância?

    - Justifique a importância do modo de nascer para o estado nutricional dos nascidos

    - Quais os efeitos de curto e longo prazo dos modos de nascer, em termos de doenças crônicas?




  • Aula 4 - 22/08/17

    Prof.ª Simone Diniz

    Prof. Jefferson Drezzet

    - O SUS que dá certo - Experiências bem-sucedidas de mudança (vídeo H. Sofia Feldman)

    - Inovação em Saúde da Mulher: desafios

    - Inovação em Nutrição na Saúde Pública


    Sobre o vídeo "Sofia Feldman - o SUS que dá certo", comente:

    - Quais as principais inovações na assistência 

    a) à gestante, 

    b) à parturiente, 

    c) à puérpera, 

    d) ao bebê e 

    e) ao acompanhante?

    -  Quais as inovações quanto à alimentação e nutrição?

    - Quais as principais inovações na gestão do serviço?

    - Quais as principais inovaçãoes na gestão dos recursos humanos? 

     

    Video "Experiências do SUS que dá certo - Hospital Sofia Feldman"




  • Aula 5 - 29/08/17

    Prof.ª Simone Diniz e prof. Jefferson Drezzet

    Com a inestimável colaboração de duas palestrantes visitantes:

    - Gabriela Buccini e Viviane Vieira

    Promoção do aleitamento e do bem-estar materno na assistência materna

    - Saúde no pós-parto e no aleitamento

    -  Consultoria de lactação

    - Bancos de leite e a Iniciativas IHAC e IHAMC. 

    - Promoção da relactação

    - Prevenção da retenção de peso pós-filhos



    Perguntas norteadoras:

    1. O que é puerpério e quais as suas fases

    2. Descreva a fisiologia da lactação

    3. Fale sobre a assistência ao pós-parto, e sua relação com os modos de parto

    4. Porque a amamentação foi desestimulada durante décadas na assistência ao parto, e porque tem sido retomada?

    5. Quais as principais vantagens da amamentação para mães e bebês?

    6. Porque a amamentação na primeira hora é fundamental para o estabelecimento da lactação?

    7. Quais as principais formas de promover a amamentação, nas ações de saúde?

    8. Descreva as Iniciativas Hospital Amigo da Criança (IHAC) e  Hospital Amigo da Mãe e da Criança (IHAMC)

     

    Vídeo: amamentação à luz da primeira hora (IBFAN/Instituto de Saúde- SES)

    https://www.youtube.com/watch?v=pZAv0ulozZg

    888

    Bibliografia:


    Giugliani, Elsa RJ. "Problemas comuns na lactação e seu manejo." J Pediatr80.5 (2004): 147-54.

    Bueno, Lais Graci dos Santos, and Keiko Miyasaki Teruya. "Aconselhamento em amamentação e sua prática." J. pediatr.(Rio J.) 80.5, supl (2004): s126-s130.

    Brasil. Decreto nº 7.272, de 25 de agosto de 2010a.  Regulamenta a Lei no 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - SISAN com vistas a assegurar o direito humano à alimentação adequada, institui a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - PNSAN, estabelece os parâmetros para a elaboração do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e dá outras providências [decreto na internet]. [acesso em 30 dez 2010]. Disponível em: http://www.mds.gov.br/sobreoministerio/ legislacao/segurancaalimentar/ decretos/2010/Decreto%207.272-2010.pdf.

    Brasil. Constituição (1988). Emenda constitucional no 64, de 4 de fevereiro de 2010. Altera o art. 6º da Constituição Federal, para introduzir a alimentação como direito social. Diário Oficial da União. 05 dez 2010b; Seção 1:1.

    Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança : aleitamento materno e alimentação complementar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2015. 184 p. : il. – (Cadernos de Atenção Básica ; n. 23)



  • Aula 7 - 20/9/16

    Prof.ª Simone Diniz

    Prof. Jefferson Drezzet


    TRABALHO FINAL DA DISCIPLINA HSM 0129 – Ciclo de Vida – Parte de Saúde da Mulher

    - Alunos apresentarão suas produções sobre orientações nutricionais no último dia de aula. O trabalho será feito em grupo. Planejem 10-15 minutos de apresentação.

    TEMAS:

    1.     Gestante saudável

    2.     Gestante com excesso de peso

    3.     Promoção da amamentação na assistência ao parto e no pós-parto (hora dourada)

    4.     Prevenção do desmame precoce

    5.     Técnicas de relactação (para puérperas e mães adotivas)

    6.     Puérpera eutrófica amamentando:

    7.     Puérpera com excesso de peso amamentando: Mariane

    8.     Prevenção da retenção de peso no pós-parto

    9.     Prevenção de incômodos digestivos na gravidez (azia, máusea, constipação)

    10.  Prevenção do corte prematuro do cordão: Giovana

    11.   Indução à cesárea / dificuldade de ter um parto espontâneo: Maria, Bárbara, Débora Cioffi, Jessica Mirana, Eder Rosa

    12.  Método Canguru

    (sugestões de temas são bem-vindas)

     

    FORMATO:

    - As orientações podem ser em vários formatos – folder, cartaz, infográfico ou  video, ou outro, desde que possam ser compartilhados depois para usuárias, com linguagem adequada.

    - Todos os trabalhos devem incluir pelo menos duas receitas simples.

    - Além do folder/produto, deve ter uma versão do trabalho em texto de 2-5 páginas, incluindo a bibliografia consultada

     

    COMO SERÃO AVALIADOS:

    - Serão avaliados por: correção da informação; clareza da mensagem; apresentação; adequação da linguagem para o público de usuárias do SUS; links "para saber mais". 

    - Deve haver uma bibliografia de referência, a ser enviado junto com o trabalho.

    QUEM AVALIARÁ:

    - Usuárias do SUS, convidadas (em geral, estudantes da FSP)

    - Profa. Simone e professores convidados

     

    COMO É FEITA A AVALIAÇÃO DA 1ª. PARTE DA DISCIPLINA:

    50% trabalho final

    50% prova de múltipla escolha, com base nas perguntas norteadoras.


     


    e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP