Enfermagem de Saúde Coletiva
Ajuda com Pesquisar cursos
A oferta da disciplina ENS5931 - Temas Contemporâneos em Saúde Sexual e Reprodutiva no segundo semestre de 2019 conta com a presença da Dra. Caroline Moreau, da Jonhs Hopkins Bloomberg School of Public Health. 
A disciplina será ofertada com base na disciplina Reproductive Epidemiology, que Dra. Moreau oferta todo ano na sua instituição. Por isso, a disciplina será totalmente em inglês.
OBJETIVO GERAL DO MÓDULO Propiciar o desenvolvimento e a integração de conhecimentos, habilidades e atitudes do estudante para o processo de cuidado de enfermagem na saúde do adulto e do idoso, visando a atenção integral e humanizada e as necessidades de saúde dos usuários (pessoas, famílias e grupos) em Unidades Básicas de Saúde. IMPORTÂNCIA DESTE PROGRAMA DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO, NESTE MOMENTO DO CURSO O aluno já aprendeu a trabalhar com os instrumentos de reconhecimento das necessidades e nesse momento vai iniciar açöes de cuidado de enfermagem na saúde do adulto e do idoso. A Unidade Básica de Saúde é reconhecida como a principal porta de acesso dos usuários ao SUS e deve se responsabilizar pela resolução de 80% dos problemas prevalentes em saúde. Está em consonância com o perfil profissional estabelecido no PPP do curso de graduação em Enfermagem da EEUSP. SITUAÇÕES (eixos integrativos) NOS QUAIS SE FARÁ USO INTEGRADO DOS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS NO PROGRAMA Nesta disciplina, os conhecimentos e habilidades desenvolvidos anteriormente serão integrados a novos conhecimentos e habilidades relativos ao cuidado na saúde do adulto e do idoso na Atenção Básica. A aplicação destes proporcionará aos estudantes exercitar o raciocínio clínico durante a realização das atividades teórico-práticas. Esse conjunto de saberes e ações possibilitará a adequação da prática do cuidado à realidade, bem como comporá o perfil generalista do profissional. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROGRAMA X LÓGICA DOS CONTEÚDOS l. Referentes à ação docente: 1. Instrumentalizar o planejamento e a implementação da assistência de enfermagem na saúde do adulto e do idoso na atenção básica. 2. Estimular e acompanhar o estudante na participação de projetos de promoção da saúde de caráter intersetorial, nas açöes voltadas à saúde do adulto e do idoso. 3. Promover articulação com os campos de prática, com vistas a garantir o espaço de formação do estudante nesses locais (este objetivo não se articula aos conteúdos, mas é uma atividade necessária para a consecução das atividades discentes em campos de prática, demandando carga horária docente). II. Referentes à ação discente: 1. Aplicar conceitos de promoção e recuperação da saúde, prevenção de doenças e agravos, no cuidado de enfermagem na saúde do adulto e do idoso na Atenção Básica; 2. Prestar cuidados de enfermagem na saúde do adulto e do idoso, pautados no contexto social, no perfil epidemiológico em que se inserem e nas dimensões clínica, ética e relacional/interacional; 3. Identificar elementos do processo de trabalho assistencial de enfermagem e de saúde na Atenção Básica
OBJETIVOS Promover o aprendizado de conceitos e instrumentos da Saúde Coletiva, aplicados à Atenção Básica, tomando como eixo norteador as necessidades de saúde dos grupos sociais. OBJETIVO GERAL DO MÓDULO. Propiciar o desenvolvimento e a integração de conhecimentos, habilidades e atitudes do estudante para o processo de cuidado de enfermagem, visando atenção integral e humanizada às necessidades de saúde dos usuários (pessoas, famílias e grupos) em Unidades Básicas de Saúde. IMPORTÂNCIA DESTE PROGRAMA DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO, NESTE MOMENTO DO CURSO. É fundamental que se estruture, de maneira sistemática e completa, o ensino dos conceitos e instrumentos da Saúde Coletiva aplicados à Atenção Básica, de forma a fundamentar o ensino das bases do cuidado e do planejamento, implementação e avaliação da assistência de enfermagem na Atenção Básica. Além disso, esta proposta pretende ampliar o escopo do ensino dos conceitos e instrumentos da Saúde Coletiva para o cuidado aos grupos sociais, para além do cuidado aos indivíduos/famílias. SITUAÇÕES (eixos integrativos) NOS QUAIS SE FARÁ USO INTEGRADO DOS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS NO PROGRAMA. Os conhecimentos e habilidades desenvolvidos nos módulos “Necessidades de Saúde dos Grupos Sociais, Enfermagem como Prática Social”, “Bases para ação educativa”, “Avaliação de indivíduos e famílias” serão integrados aos conhecimentos e práticas de Saúde Coletiva, por meio da aplicação de conceitos e instrumentos de Saúde Coletiva na atenção a famílias de diferentes grupos sociais, residentes nos territórios das Unidades Básicas de Saúde. Esse conjunto de saberes possibilitará o desenvolvimento de práticas voltadas às necessidades de saúde dos grupos sociais dos territórios de práticas, a partir de projetos de cuidados a famílias. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROGRAMA X LÓGICA DOS CONTEÚDOS. I. Referentes à ação docente: 1) Possibilitar a compreensão da organização do trabalho e do modelo assistencial, a partir da discussão dos dados obtidos pela aplicação de roteiro de reconhecimento do trabalho da enfermagem na Atenção Básica, durante as atividades práticas; 2) Discutir as políticas estatais de saúde no Brasil e as diretrizes do Sistema Único de Saúde, como resposta às necessidades de saúde de grupos sociais, partindo-se das famílias residentes nos territórios de práticas; 3) Orientar a elaboração e implementação de projetos de cuidado de enfermagem para responder às necessidades de saúde de grupos sociais, a partir de projetos de cuidado às famílias. II. Referentes à ação discente: 1) Aplicar o roteiro de reconhecimento do trabalho da enfermagem na Atenção Básica durante a participação nas atividades; 2) Elaborar projetos de cuidado de enfermagem em saúde coletiva voltados a necessidades de saúde de grupos sociais, a partir das diretrizes do Sistema Único de Saúde e considerando as políticas estatais de saúde.
Reconhecer os referenciais teórico-filosóficos que embasam as práticas de enfermagem em saúde coletiva na Atenção Primária. 2. Analisar a evolução histórica do sistema de saúde e da estrutura social no Brasil. 3. Compreender as relações entre a determinação social, a subjetividade e a vulnerabilidade na produção do processo saúde-doença. 4. Analisar as práticas de enfermagem em saúde coletiva à luz do processo de produção em saúde
Discutir temas atuais e relevantes para a saúde coletiva no que concerne à saúde sexual e reprodutiva. Familiarizar o/a aluno/a ao perfil de saúde sexual e reprodutiva da população brasileira em relação à saúde materna, intencionalidade da gravidez, contracepção, abortamento, gravidez na adolescência e mortalidade materna. Oferecer subsídios teóricos para o desenvolvimento de pesquisas com abordagem na saúde sexual e reprodutiva.
imagem da disciplinaPretende-se com essa disciplina levar os alunos a conhecerem os princípios de documentos científicos, bem como a estrutura dos mesmos. O foco é através da análise de documentos científicos e daqueles preparados pelos próprios alunos, levar o aluno a adquirir experiência na redação científica e na habilidade de criticar trabalhos preparados por eles mesmos e por outros. Aulas teóricas darão suporte à análise, preparação e discussão de como elaborar documentos científicos, contando com exemplos práticos de vários periódicos da área de Enfermagem. Assim o objetivo dessa disciplina é capacitar os pós-graduandos para a construção de um bom texto científico.
1. Compreender que a investigação deve percorrer um trajeto teórico-metodológico próprio (instâncias epistemológica, teórica, metódica e técnica), em consonância com uma dada orientação teórico-filosófica. 2. Conhecer os sistemas teórico-metodológicos que orientam a pesquisa em Saúde Coletiva 3. Conhecer os componentes básicos que estruturam um projeto de investigação em Saúde Coletiva. 4. Proporcionar bases para a elaboração do projeto de pesquisa, considerando todas as etapas: definição do problema e objeto de estudo; quadro teórico geral e específico; questão orientadora ou hipóteses/pressupostos de pesquisa; e técnicas e instrumentos de coleta de dados mais utilizados no campo da Saúde Coletiva. 5. Identificar os problemas mais comuns na elaboração do projeto de pesquisa e os caminhos para a sua superação.


1. OBJETIVO GERAL: Interpretar a ocorrência e o enfrentamento das doenças transmissíveis e desenvolver práticas de enfermagem voltadas às ações de vigilância em saúde, segundo o referencial teórico da Determinação Social do Processo Saúde-Doença. 


2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA AÇÃO DISCENTE: Reconhecer as práticas de saúde voltadas às doenças transmissíveis de maior prevalência nosso meio; Desenvolver o raciocínio clínico e epidemiológico na atenção às DT; Analisar dados dos sistemas de vigilância epidemiológica; Executar ações de vigilância epidemiológicas das doenças transmissíveis; Reconhecer as potencialidades e os limites das estratégias de enfrentamento das DT; Reconhecer a articulação entre as práticas de saúde realizadas na atenção especializada e as desenvolvidas na Atenção Básica (referência e contra-referência, integralidade do sistema); Reconhecer preconceitos, representações e ações de discriminação frente às doenças transmissíveis; Interpretar a ocorrência das doenças transmissíveis à luz do conceito de Vulnerabilidade.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP