Programação

  • Geral

    06-07/08

    Apresentação do Programa;

    A importância dos clássicos para as Ciências Sociais;

    As principais contribuições de Max Weber para a Sociologia.


  • Tópico 1

    13-14/08

    A herança durkheimiana: valores, normas, rituais;

    A explicação sociológica em Durkheim e Weber.

    Leitura complementar

    Aron, R. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo, Martins Fontes, 1987, "Durkheim", pp. 297-373.

    Cohn, G. Sociologia: para ler os clássicos. Rio de Janeiro, LTC, 1977 (vários capítulos).

    Collins, R. As quatro tradições sociológicas. Petrópolis, Vozes, 2009 ("A tradição durkheimiana").

    Giddens, A. Capitalismo e moderna teoria social. Lisboa, Editorial Presença, capítulo 8 "Religião e disciplina moral" e capítulo 13 "A influência de Marx".

    Sell, C. E. Sociologia Clássica: Marx, Durkheim e Weber. Petrópolis, Vozes, 2009 (capítulo 3, "Émile Durkheim").


  • Tópico 2

    Parte 1 - Interesses, apropriação e dominação (7 aulas)

    20-21/08

    A atribuição de sentido e a ordenação da realidade.

    Leitura obrigatória:

    Weber, M. Economia e Sociedade (volume I), Brasília, Editora da Universidade de Brasília, 2009 (capítulo 1, pp. 13-35, a partir de "conceito de ação social").

    Leitura complementar:

    Cohn, G. Crítica e resignação: Max Weber e a teoria social. São Paulo, Martins Fontes (capítulo 2: "cultura e sentido").

    Giddens, A. Capitalismo e moderna teoria social, Lisboa, Editorial Presença, 2011 (capítulo 11 "conceitos sociológicos fundamentais").

    Hinger, F. A metodologia de Max Weber: unificação das ciências culturais e sociais, São Paulo, Edusp, 2004 (capítulo 1 "aspectos do campo intelectual de Weber").


  • Tópico 3

    27-28/08

    Atribuição de sentido e a ordenação da realidade (II).

    Compreender e explicar.

    Leituras obrigatórias:

    Weber, M. Economia e Sociedade (volume I), Brasília, Editora da Universidade de Brasília, capítulo 1 ("conceitos sociológicos fundamentais", item I, pp. 3-13).

    Leituras complementares:

    Cohn, G. Crítica e resignação: Max Weber e a teoria social, São Paulo, Martins Fontes, 2003 (capítulos 1 e 3, "racionalidade e compreensão").

    Hinger, F. A metodologia de Max Weber: unificação das ciências culturais e sociais, São Paulo, Edusp, 2004 (capítulo 4 "interpretação e explicação").


  • Tópico 4

    03-04/09 e 17-18/09

    Compreender e explicar (II);

    Objetividade e neutralidade axiológica;

    Leitura obrigatória:

    Weber, M. A "objetividade" do conhecimento nas ciências sociais, São Paulo, Ática (pp. 13-60).

    Leituras complementares:

    Weber, M. Ensaios de Sociologia, Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1982 ("a política como vocação" e "a ciência como vocação").

    Cohn, G. Crítica e resignação, Max Weber e a teoria social, São Paulo, Martins Fontes, 2003 (capítulo 3 "A crítica dos valores").

    Hinger, F. A metodologia de Max Weber: a unificação das ciências culturais e sociais, São Paulo, Edusp, 2004 (capítulo 5 "Objetividade e neutralidade axiológica").

    Levine, D. Visões da tradição sociológica, Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor (capítulo 9, "A tradição alemã", pp. 166-191).


  • Tópico 5

    24-25/09

    O poder político e as motivações típicas à obediência: os tipos de dominação

    Leitura obrigatória:

    Weber, M. Economia e SociedadeVol. I, cap. 3, “Os Tipos de Dominação” (pp. 139-167, até subitem 6).


    Leituras complementares:

    Bobbio, N. O filósofo e a política, Rio de Janeiro, Contraponto, 2003 ("Max Weber e os clássicos", pp. 93-116).

    Sento-Sé, J. T. Brizolismo. Rio de Janeiro, Editora FGV, 1999 (capítulo 1).

    Weber, M. Economia e Sociedade (vol II), seção 8 “O Estado racional como grupo de dominação institucional com o monopólio da violência legítima”, pp. 525-529

    Weber, M. Ensaios de Sociologia, capítulo 8, “A burocracia”, pp. 229-282.


  • Tópico 7

    1-2/10


    Prova 

    • Tópico 8

      8-9/10


      Estratificação social (2 aulas).

      Classes, estamentos e partidos.

      Leitura obrigatória:
      Weber, M. "Estamentos, classes e religião". In: Economia e Sociedade (volume 1), pp. 320-350.
      Weber, M. "Índia: O brâmane e as castas". In: Ensaios de Sociologia, Rio de Janeiro, Guanabara/Koogan, 1982.
      Weber, M. "A distribuição de poder dentro de comunidade: classe, estamento, partido". In: Economia e Sociedade, Vol. II, 2009.
      Leitura Complementar:

      Weber, M. Economia e Sociedade, vol I, capítulo IV, “Estamentos e classes”, pp. 199-203.


    • Tópico 9

      15-16/10

      Classes, estamentos e partidos.

      Leitura obrigatória:

      Weber, M. "O Estado-nação e a política econômica". In:_____. Escritos Políticos, São Paulo, Martins Fontes, 2103.

      Leitura complementar:

      Beetham, D. Max Weber and the theory of modern politics. Cambridge, Polity Press, 1992 (2ª edição).



    • Tópico 10

      22-23/10

      Mudança social

      Weber, M. A ética protestante e o "espírito" do capitalismo. São Paula, Companhia das Letras, 2004 (capítulos 1 e 2, pp. 27-69).


    • Tópico 11

      05-06/11

      Weber, M. A ética protestante e o "espírito" do capitalismo. São Paulo, Companhia das Letras, 2004 (capítulo 3: o conceito de vocação em Lutero: o objeto da pesquisa).


    • Tópico 12

      12-13/11

      Weber, M. A ética protestante e o "espírito" do capitalismo. São Paulo, Companhia das Letras, 2004 (capítulo 1 e 2 da parte II: "Os fundamentos religiosos da ascese intramundana" e "Ascese e capitalismo").


    • Tópico 13

      26-27/11

      Leitura obrigatória

      Weber, M. “A ciência como vocação”. In: Weber, M. Ciência e Política: duas vocações. São Paulo: Cultrix, 1993, pp.17-52.

      Weber, M. "Introdução do autor".


    e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP