Filosofia
Ajuda com Pesquisar cursos
  • Título: Ornamento e Alegoria 
  • I - OBJETIVOS O curso pretende oferecer uma introdução à estética moderna tomando como base a discussão sobre o lugar do ornamento e da alegoria. 
  • II - CONTEÚDO 1. O que define a arte? O debate entre Batteaux e Mendelssohn. 2. A alegoria em Winckelmann; 3. Uma terminologia para a estética; 4. A crítica à erudição; 5. Moritz e uma proposta de teoria dos ornamentos; 6. Alegoria, símbolo e ornamento no idealismo alemão; 7. Excurso: Bauhaus e o ornamento. 
  • III - MÉTODOS UTILIZADOS Aulas expositivas. 
  • IV - ATIVIDADES DISCENTES Dissertação (com tema a ser definido). Prova. 
  • V - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Dissertação. Prova. Critérios de recuperação: Prova escrita. 
  • VI - BIBLIOGRAFIA 
BATTEUX, C. As belas-artes reduzidas a um mesmo princípio. Tradução de N. Maruyama e A. Ribeiro. Humanitas/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo: São Paulo, 2008. 

CASSIRER, E. A Filosofia do Iluminismo. Unicamp: Campinas, 1992. 

HEGEL, G.W.F. Cursos de Estética. Tradução de M.A. Werle. Edusp: São Paulo,2001-2004. 

KLEE, P. Pedagogical sketchbook. Introduction and translation by Sibyl Moholy-Nagy.Praeger Publishers: New York, 1972. 

KLEE, P. Livro pedagógico de esboços. [Tradução de excertos será fornecida durante ocurso]

MENDELSSOHN, M. "Betrachtungen über die Quellen und die Verbindungen derschönen Künste und Wissenschaften”. [Tradução do artigo será fornecida durante o curso]. 

MORITZ, K.P. Viagem de um alemão à Itália. Humanitas/Imprensa Oficial do Estadode São Paulo: São Paulo, 2007. 

MORITZ, K.P. Conceitos prévios para uma teoria dos ornamentos. [Tradução deexcertos será fornecida durante o curso] 

SULZER, J. G. Allgemeine Theorie der schönen Künste (1771-74). [Tradução de excertos será fornecida durante o curso]. 

SCHELLING, F.W.J. Filosofia da Arte. Tradução de M. Suzuki. WINCKELMANN, J.J. Versuch einer Allegorie, besonders für die Kunst. [Tradução de exercertos será fornecida durante o curso].

  • Título: Ornamento e Alegoria 
  • I - OBJETIVOS O curso pretende oferecer uma introdução à estética moderna tomando como base a discussão sobre o lugar do ornamento e da alegoria. 
  • II - CONTEÚDO 1. O que define a arte? O debate entre Batteaux e Mendelssohn. 2. A alegoria em Winckelmann; 3. Uma terminologia para a estética; 4. A crítica à erudição; 5. Moritz e uma proposta de teoria dos ornamentos; 6. Alegoria, símbolo e ornamento no idealismo alemão; 7. Excurso: Bauhaus e o ornamento. 
  • III - MÉTODOS UTILIZADOS Aulas expositivas. 
  • IV - ATIVIDADES DISCENTES Dissertação (com tema a ser definido). Prova. 
  • V - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Dissertação. Prova. Critérios de recuperação: Prova escrita. 
  • VI - BIBLIOGRAFIA 
BATTEUX, C. As belas-artes reduzidas a um mesmo princípio. Tradução de N. Maruyama e A. Ribeiro. Humanitas/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo: São Paulo, 2008. 

CASSIRER, E. A Filosofia do Iluminismo. Unicamp: Campinas, 1992. 

HEGEL, G.W.F. Cursos de Estética. Tradução de M.A. Werle. Edusp: São Paulo,2001-2004. 

KLEE, P. Pedagogical sketchbook. Introduction and translation by Sibyl Moholy-Nagy.Praeger Publishers: New York, 1972. 

KLEE, P. Livro pedagógico de esboços. [Tradução de excertos será fornecida durante ocurso]

MENDELSSOHN, M. "Betrachtungen über die Quellen und die Verbindungen derschönen Künste und Wissenschaften”. [Tradução do artigo será fornecida durante o curso]. 

MORITZ, K.P. Viagem de um alemão à Itália. Humanitas/Imprensa Oficial do Estadode São Paulo: São Paulo, 2007. 

MORITZ, K.P. Conceitos prévios para uma teoria dos ornamentos. [Tradução deexcertos será fornecida durante o curso] 

SULZER, J. G. Allgemeine Theorie der schönen Künste (1771-74). [Tradução de excertos será fornecida durante o curso]. 

SCHELLING, F.W.J. Filosofia da Arte. Tradução de M. Suzuki. WINCKELMANN, J.J. Versuch einer Allegorie, besonders für die Kunst. [Tradução de exercertos será fornecida durante o curso].

O curso terá como objetivo a leitura e análise do curso sobre Filosofia da Arte ministrado por Schelling em 1804-1805. Além de servir como introdução à filosofia do autor, sobretudo à filosofia da identidade, o curso de Würzburg tenta apresentar uma construção especulativa da arte e de sua matéria, a mitologia. Caberá então estudar, nas aulas, o alcance e o significado dessa construção, tendo em vista as dificuldades do projeto: como é possível falar de uma \"filosofia da arte\" depois da Crítica do Juízo, da doutrina-da-ciência e do romantismo? Como é que Schelling, tentando responder às objeções de Friedrich Schlegel, continuará manifestando sua esperança em relação a uma nova mitologia, que, segundo ele, já se anuncia na física especulativa? Enfim: o que se conserva e o que se modifica no projeto de construção filosófica da mitologia?
O curso terá como objetivo a leitura e análise do curso sobre Filosofia da Arte ministrado por Schelling em 1804-1805. Além de servir como introdução à filosofia do autor, sobretudo à filosofia da identidade, o curso de Würzburg tenta apresentar uma construção especulativa da arte e de sua matéria, a mitologia. Caberá então estudar, nas aulas, o alcance e o significado dessa construção, tendo em vista as dificuldades do projeto: como é possível falar de uma \"filosofia da arte\" depois da Crítica do Juízo, da doutrina-da-ciência e do romantismo? Como é que Schelling, tentando responder às objeções de Friedrich Schlegel, continuará manifestando sua esperança em relação a uma nova mitologia, que, segundo ele, já se anuncia na física especulativa? Enfim: o que se conserva e o que se modifica no projeto de construção filosófica da mitologia?
Introdução à leitura e análise de alguns textos básicos da filosofia moderna: Descartes , Hume e Kant. Estudo introdutório das correntes racionalista e empirista nos séculos XVII e XVIII, do ponto de vista do conhecimento. Ademais, tendo em vista a formação de professores, o curso tem ainda como objetivos específicos: a) aprimorar competências e habilidades relacionadas à expressão em língua portuguesa através do desenvolvimento de atividades específicas de interpretação e produção de texto e do uso de outras linguagens como imagens, vídeos, etc.; b) propor questões e conteúdos, relacionados à temática do programa, relevantes à capacitação do(a) aluno(a) para a atividade docente na área de filosofia no ensino médio.
Introdução à leitura e análise de alguns textos básicos da filosofia moderna: Descartes , Hume e Kant. Estudo introdutório das correntes racionalista e empirista nos séculos XVII e XVIII, do ponto de vista do conhecimento. Ademais, tendo em vista a formação de professores, o curso tem ainda como objetivos específicos: a) aprimorar competências e habilidades relacionadas à expressão em língua portuguesa através do desenvolvimento de atividades específicas de interpretação e produção de texto e do uso de outras linguagens como imagens, vídeos, etc.; b) propor questões e conteúdos, relacionados à temática do programa, relevantes à capacitação do(a) aluno(a) para a atividade docente na área de filosofia no ensino médio.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP