Examinar as racionalidades políticas contemporâneas e suas respectivas prerrogativas estratégicas nas configurações sociais emergentes. Delinear as referências históricas, circunscrevendo teoricamente e em uma perspectiva experimental o elenco de problemas, sob quatro unidades temáticas: “A produtividade do trabalho”; “O ‘social’ e seus regimes de mobilização”; “A epistemologia do neoliberalismo” e “Instituição e princípios normativos do autogoverno”. Atividade que integra a construção de um programa de pesquisa entre a Universidade de São Paulo (FFLCH) e a Université Paris Nanterre (SOPHIAPOL), o curso também pretende ser um espaço de interlocução com movimentos sociais e grupos militantes.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP