Ajuda com Pesquisar cursos
A disciplina propõe realizar uma revisão bibliográfica dos estudos sobre o emergente campo da Educomunicação, analisando seus fundamentos teóricos, especialmente a partir das pesquisas desenvolvidas no espaço da Universidade de São Paulo, bem como em outros centros de pesquisa do Brasil e do exterior. Nesse sentido, será contemplada especialmente a contribuição dos pesquisadores aos estudos das diferentes áreas em que o campo se manifesta, como a área da pedagogia da recepção midiática; a área das mediações tecnológicas nos espaços educativos; a área da expressão comunicativa através da estética e das artes, bem como a área da a área da gestão da comunicação nos diferentes espaços educativos, formais, não formais e informais. A disciplina pretende, desta forma, oferecer aos alunos nela matriculados referenciais teóricos e metodológicos que garantam sustentação acadêmica e coerência epistemológica a seus projetos de pesquisa.
O curso introduz algumas das principais questões filosóficas envolvendo o estudo da Comunicação. Entre os tópicos abordados, estarão: a questão epistemológica na filosofia da comunicação, o paradigma conjectural, a crítica ao racionalismo e sua relação com a comunicação, o paradigma cibernético em Morin e Maturana, a perspectiva semiótica e a filosofia do pragmatismo.
O curso introduz algumas das principais questões filosóficas envolvendo o estudo da Comunicação. Entre os tópicos abordados, estarão: a questão epistemológica na filosofia da comunicação, o paradigma conjectural, a crítica ao racionalismo e sua relação com a comunicação, o paradigma cibernético em Morin e Maturana, a perspectiva semiótica e a filosofia do pragmatismo.
Proporcionar ao discente:
- um panorama do estado da arte do mercado de produção de subsídios para a educação formal e não formal.
- conhecimentos técnicos de como produzir suportes para a educação através das várias linguagens da comunicação,
A disciplina discute os fundamentos da comunicação em ambientes educomunicativos a partir de uma visão sistêmica e complexa. Introduz conceitos ligados à teoria da informação, da teoria dos sistemas e da cibernética para mostrar como aparelhos, dispositivos e meios de comunicação transmitem informação e produzem um campo de possibilidades de significação. Discute a lógica da experiência educomunicativa a partir de conceitos da semiótica e da fenomenologia, abordando inclusive questões estéticas e éticas envolvidas na operação dos meios tecnológicos com propósitos educativos.
O curso introduz as principais questões teóricas envolvendo o estudo da Comunicação, bem como suas escolas, hipóteses e tendências atuais. Entre os tópicos abordados, estarão: objeto, método e campo da Comunicação; panorama da História da Teoria da Comunicação; a Pesquisa norte-americana: funcionalismo, teorias da informação, cibernética; a Comunicação como Semiose; a Teoria Crítica; a tradição francesa na pesquisa comunicacional; o enfoque sistêmico, a pesquisa em Comunicação na América Latina; a Pesquisa em Comunicação no Brasil.
Ementa
O curso discute o papel da semiótica na fundamentação teórica do design, especialmente em sua ontologia e epistemologia. A teoria dos signos de Peirce é apresentada, bem como seus desdobramentos mais recentes na teoria da comunicação e da lógica da produção dos sentidos. A aplicação da semiótica ao design é apresentada nas suas várias possibilidades, como na interface com a arquitetura, no desenho industrial, no design gráfico e nas discussões contemporâneas sobre o papel social e a sustentabilidade da atividade do design.

Objetivos
Expor as principais matrizes teóricas da Semiótica, mostrando sua fundamentação filosófica e evolução histórica. Definir conceitos e termos importantes das teorias do signo, relacionando-os à teoria da informação e da comunicação. Identificar os diferentes tipos de signos e sua ação no fluxo da semiose
Compreender como os signos produzem os sentidos. Explorar as relações entre semiótica e design.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP