Instituto de Arquitetura e Urbanismo
Introduzir os recursos da informática postos à disposição dos arquitetos e da sociedade em geral, e como as tecnologias eletrônicas e digitais interferem no espaço, tempo e linguagem da arquitetura. São destacados dois usos da informática: uso individual e uso coletivo ou integrado.
OBJETIVOS: GERAL: Ampliar a compreensão dos processos de produção em arquitetura e design, através da leitura, comparação e análise crítica de seus desenvolvimentos, a partir dos anos 1960, sobre o pano de fundo da evolução dos meios de comunicação e de teorias sistêmicas. ESPECÍFICOS: 1. Analisar diferentes metodologias utilizadas na produção arquitetônica e de design do período, relacionando-as com as linguagens utilizadas pelos meios de comunicação e teorias sistêmicos. 2. Introduzir a História das Mídias, verificando em sua evolução recente a relação entre o desenvolvimento de tecnologias de meios de comunicação [televisão, vídeo, instalações, imagens fixas, computação, comunicação via internet,] e suas diferentes linguagens. 3. A partir da Introdução da Cibernética de Segunda Ordem e Complexidade, verificar a relação entre a aplicação das teorias no processo projetual e o desenvolvimento de tecnologias de meios de comunicação em projetos arquitetônicos. 4. Entender transformações ocorridas no pensamento projetual arquitetônico e de design a partir da introdução do modo de comunicação, de teorias sistêmicas e da representação digital, comparado ao modo analógico.
Introduzir os recursos da informática postos à disposição dos arquitetos e da sociedade em geral, e como as tecnologias eletrônicas e digitais interferem no espaço, tempo e linguagem da arquitetura. São destacados dois usos da informática: uso individual e colaborativo.
Familiarizar o aluno no manuseio do lápis, dos instrumentos de desenho e computador, desenvolvendo o traço e a capacidade de desenhar, tendo em vista a visualização espacial. Proporcionar conhecimentos práticos de projeções ortogonais, perspectivas e noções de desenho.
Familiarizar o aluno no manuseio do lápis, dos instrumentos de desenho e computador, desenvolvendo o traço e a capacidade de desenhar, tendo em vista a visualização espacial. Proporcionar conhecimentos práticos de projeções ortogonais, perspectivas e noções de desenho.
Introduzir o aluno nas discussões sobre a questão da técnica nas sociedades contemporâneas, familiarizando-o com abordagens a partir da ótica das artes, das ciências sociais e da filosofia, visando aproximá-lo de modos de conhecimento diversos dos das ciências exatas.
Introduzir os recursos da informática postos à disposição dos arquitetos e da sociedade em geral, e como as tecnologias eletrônicas e digitais interferem no espaço, tempo e linguagem da arquitetura. São destacados dois usos da informática: uso individual e uso coletivo ou integrado.

Introduzir os recursos da informática postos à disposição dos arquitetos e da sociedade em geral, e como as tecnologias eletrônicas e digitais interferem no espaço, tempo e linguagem da arquitetura. São destacados dois usos da informática: uso individual e uso coletivo ou integrado.

OBJETIVOS: GERAL: Ampliar a compreensão dos processos de produção em arquitetura e design, através da leitura, comparação e análise crítica de seus desenvolvimentos, a partir dos anos 1960, sobre o pano de fundo da evolução dos meios de comunicação e de teorias sistêmicas. ESPECÍFICOS: 1. Analisar diferentes metodologias utilizadas na produção arquitetônica e de design do período, relacionando-as com as linguagens utilizadas pelos meios de comunicação e teorias sistêmicos. 2. Introduzir a História das Mídias, verificando em sua evolução recente a relação entre o desenvolvimento de tecnologias de meios de comunicação [televisão, vídeo, instalações, imagens fixas, computação, comunicação via internet,] e suas diferentes linguagens. 3. A partir da Introdução da Cibernética de Segunda Ordem e Complexidade, verificar a relação entre a aplicação das teorias no processo projetual e o desenvolvimento de tecnologias de meios de comunicação em projetos arquitetônicos. 4. Entender transformações ocorridas no pensamento projetual arquitetônico e de design a partir da introdução do modo de comunicação, de teorias sistêmicas e da representação digital, comparado ao modo analógico.


Você ainda não se identificou. (Acessar)

Idealização

Realização

Realização

Realização


Tema original por Shaun Daubney