Roteiro da Semana 4

Roteiro de abertura do Curso de Universo e Educação em Ciências

Apresentação da aula


O céu de Galileu



Nesta aula e na próxima, analisaremos três momentos cruciais na história da Astronomia ocidental que conduziram a grandes revoluções nos modelos e concepções de universo existentes. O primeiro momento, que abordaremos nesta aula, foram as observações de Galileu, em 1609 (séc. XVII), que ajudaram a fortalecer o modelo Heliocêntrico que ressurgia naquele momento entre os pensadores. Veremos que influências culturais permitiram a Galileu observar o céu de forma diferente e perceber uma série de sutilezas, que eram inaceitáveis para o pensamento da época. Na próxima aula, analisaremos as observações de Edwin Hubble, no início do século XX, que nos mostraram um universo muito maior e em expansão, e veremos também as imagens do telescópio espacial Hubble, que aprofundou nossa visão do universo na virada do século XXI.

Essas observações marcaram o início e a evolução do uso do telescópio nas observações astronômicas. Entretanto, conseguir ver imagens ao telescópio pressupunha um aprimoramento do olhar elaborado por signos culturais relacionados a novas atividades humanas. A forma como as atividades humanas complexificam será outro tema que abordaremos nesta aula e que resgata a importância da educação científica como uma importante forma de ver o mundo.

Finalizaremos esta aula, refazendo o percurso de Galileu pelo Stellarium. Veremos as manchas solares, as fases de Vênus, as luas de Júpiter, a face de nossa Lua e algumas das milhares de estrelas da Via Láctea.


!!! Recomendação: Leia todos os textos e assista a todos os vídeos antes da atividade.