Programação

  • Geral

    Bem-vind@ à disciplina de pós-graduação:

    FLM5354
    Aprendizagem da tradução e competências do tradutor:
    bases, polêmicas, pesquisa
    Heloísa Cintrão

    Início: 16 de agosto de 2013
    Término: 29 de novembro de 2013

    Sextas-feiras, das 13h às 17h
    Sala: 208 (prédio de Letras)

    Horários de plantão:
    - terças-feiras: 12h a 13h
    - sextas-feiras: 18h15 a 19h15
    (na sala 28, 3. andar do prédio de Letras)

    Instrumentos de avaliação e pesos:

    (1) monografia, em forma de artigo com mínimo de 10 e máximo de 15 páginas (referências bibliográficas incluídas), aplicando algum dos modelos ou elementos discutidos a estudo de caso ou elaborando uma reflexão crítica sobre questão relacionada com o tema do curso; espaçamento 1,5 entre linhas, letra Times New Roman 12 ou Arial 11; referências bibliográficas segundo normas ABNT; impressa (peso 5)

    (2) prova escrita individual, na última aula do curso (peso 3)

    (3) resenha crítica com máximo 8 páginas, mesma formatação indicada para a monografia; impressa (peso 1)
    Livro: KELLY, Dorothy. A Handbook for Translators Trainers. Manchester: St. Jerome, 2005

    (4) seminários de apresentação de temas/artigos do curso (peso 1)

    Datas importantes:

    - Data máxima para entrega da resenha do livro de KELLY: 10/11/2013 (domingo)
    - Prova escrita: 29/11/2013
    - Data máxima para entrega das monografias: 20/12/2013 (sexta-feira)
    - Data para a entrega de notas na secretaria do DLM pela professora responsável: 27/01/2014 (segunda-feira)

    ATENÇÃO: O ARQUIVO COM DETALHAMENTO DA AVALIAÇÃO FINAL ESTÁ DISPONÍVEL EM LINK ABAIXO (CÁLCULO DE NOTAS DETALHADO).

    Para RETIRADA DA MONOGRAFIA, PROVA ESCRITA E RESENHA,  estarei disponível na sala 28 do terceiro andar do prédio de Letras, nos seguintes dias e horários:

    - quinta-feira, 06 de fevereiro de 2014, período da manhã (10:00 a 12:00) e período da tarde (14:30 a 16:30)
    - segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014, período da manhã (10:00 a 12:00) e período da tarde (14:30 a 16:30)

     

    O vídeo que mencionei na aula de 25/10/2013:

    Deriving translation competencies from process research - Anthony Pym

  • AULA 1 - 16/08/2013

    Apresentação do grupo, da professora e da proposta de curso.

    Recursos úteis. A tradução na USP.

    - Readers (Chesterman; Venuti; Pochhacker e Schlesinger)
    - Livros panorâmicos (Hurtado, Chesterman, Munday, Pym, Millán & Bartrina etc)
    - Enciclopédia (Routledge)
    - Dicionário (St. Jerome)
    - Histórias (Vega, FIT, Milton, Wyler...)
    - Editoras e coleções especializadas (St. Jerome, John Benjamins, Routledge...)
    - Associações e suas páginas (FIT, EST, CATS, IATIS...)
    - Revistas especializadas (TradTerm, Cadernos de Tradução, Meta, Target, Quaderns...)
    - Grupos e pesquisadores (ISG, páginas web de Pym e Chesterman, recursos no YouTube, Facebook...)

    Tópico 1 - A formação de tradutores e a competência tradutória nos Estudos da Tradução

    Leituras obrigatórias:

    HOLMES, James. The name and nature of translation studies. In: VENUTI, Lawrence (ed.). The Translation Studies Reader. London/New York: Routledge. p. 172-185. [HELOÍSA]

    WILLIAMS, Jenny; CHESTERMAN, Andrew. Areas in translation research. In: The Map. A beginner’s guide to doing research in Translation Studies. Manchester: St. Jerome, 2002. p. 6-27. [EDUARDO]

    Textos complementares:

    HURTADO ALBIR, Amparo. “Enfoques teóricos”. In: Traducción y traductología. Madrid: Cátedra, 2001. p. 125-132.

    BAKER, Mona.“Translation Studies” In: BAKER, Mona (ed.). Routledge Encyclopedia of Translation Studies. London/New York: Routledge, 1998. p. 277-280.

    OBS: A apresentação relativa ao texto de Williams & Chesteman ficou pendente

  • AULA 2 - 23/08/2013

    Tópico 2 - A questão da boa tradução: texto-fonte, equivalências e universais; texto-meta e funcionalismo; normas

    Programado:

    TOURY, Gideon. The nature and role of norms in translation. In: VENUTI, Lawrence (ed.) The Translation Studies Reader. London: Routledge, 2000(1978). p. 198-211. [LUCIANA G.]

    HALLIDAY, Michael A. K. Towards a theory of good translation. In: STEINER, Erich; YALLOP, Colin (ed.). Exploring translation and multilingual texts: beyond content. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 2001. p. 13-18. [HELOÍSA]

    REISS, Katharina. Cap. VIII e Cap. IX. In: REISS, Katharina; VERMEER, Hans Josef. Fundamentos para una teoría funcional de la traducción. Trad. Sandra García Reina; Celia Martín de León; Heidrun Witte. Madrid: Akal, 1996. p. 109-146. [1984]. (Grundlegung einer allgemeinen Translationstheorie. 2. ed. Tübingen: Max Niemeyer Verlag, 1991 [1. ed. 1984]). [ANNA K. P. N.]

    HOUSE, Juliane. How do we know when a translation is good? In: STEINER, Erich; YALLOP, Colin (ed.). Exploring translation and multilingual texts: beyond content. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 2001. p. 127-160. [JANDER T. O.]

    Efetivamente realizado:

    - Observação inicial de casos: três diferentes traduções publicadas do início do Gênesis (apenas os textos meta); três diferentes traduções hipotéticas para o português de um mesmo texto em espanhol. Questão: como se coloca a questão da qualidade em tradução no caso desses exemplos?

    - Apresentação de TOURY por Luciana.
    - Apresentação de HALLIDAY por Heloísa.
    - Apresentação de WILLIAMS & CHESTERMAN por Eduardo.

    Alteração na programação da próxima aula:

    1. Apresentação de REISS por Anna
    2. Apresentação de HOUSE por Jader
    3. Apresentação de HYMES por Juliana
    4. Apresentação de CANALLE por  Cinthia
    5. Síntese de BACHMAN por Heloísa

    • AULA 3 - 30/08/2013

      Tópico 3 - Metas do ensino/aprendizagem da tradução (I): a competência comunicativa na base de modelos de competência tradutória

      Programado

      HYMES, Dell Hathaway. Acerca de la competencia comunicativa. In: LLOBERA, Miquel (ed.). Competencia comunicativa. Madrid: Edelsa, 1995. p. 27-46. [JULIANA H.]

      CANALLE, Michael. De la competencia comunicativa a la pedagogía comunicativa del lenguaje. In: LLOBERA, Miquel (ed.). Competencia comunicativa. Madrid: Edelsa, 1995. p. 63-81. [NÃO TRABALHADO]

      BACHMAN, Lyle. Habilidad lingüística comunicativa. In: LLOBERA, Miquel (ed.). Competencia comunicativa. Madrid: Edelsa, 1995. p. 105-127. [HELOÍSA]

      Alteração na programação proposta no início do curso

      1. Apresentação de REISS por Anna
      2. Apresentação de HOUSE por Jader
      3. Apresentação de HYMES por Juliana
      4. Apresentação de CANALLE por  Cinthia
      5. Síntese de BACHMAN por Heloísa

      • FERIADO - 06/09/2013

        Semana da Pátria: não haverá aula

        • AULA 4 - 13/09/2013

          Tópico 4 - Metas do ensino/aprendizagem da tradução (II): modelos de competência tradutória

          PACTE (Processo de Adquisición de la Competencia Traductora y su Evaluación). Building a translation competence model. In: ALVES, Fabio (ed.). Triangulating translation. Amsterdam/Philadelphia: Jonh Benjamins, 2003. p. 43-66. [HELOÍSA]

          KELLY, Dorothy. Planning and writing objectives/outcomes. In: A Handbook for Translator Trainers. A guide to reflective practice. Manchester: St. Jerome, 2005. p. 20-41. [HELOÍSA]

        • AULA 5 - 20/09/2013

          Tópico 5 - Metas do ensino/aprendizagem da tradução (III): modelos de competência tradutória

          GONÇALVES, José Luiz Vila Real. Da consciência à competência: em busca de um modelo explicativo para a tradução. In: O desenvolvimento da competência do tradutor. Investigando o proceso através de um estudo empírico experimental. 2003. Tese (Doutorado em Estudos Lingüísticos) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais,Belo Horizonte, 2003. p. 25-77. [HELOÍSA]

          PYM, Anthony. Redefining Translation Competence in an Electronic Age. In Defence of a Minimalist Approach. Meta, v. 48 (4), p. 482-496, 2003. [SABRINA  M.]

          Disponível em <http://www.erudit.org/revue/meta/2003/v48/n4/008533ar.html>

          [Tradução para o português: PYM, Anthony. Redefinindo competência tradutória em uma era eletrônica. Em defesa de uma abordagem minimalista. trad. Adauto Villela. Cadernos de Tradução, v. 1, 21, p. 23-30,2008. Disponível em <http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/8197/7579> ]

        • CONGRESSO ABRAPT - 27/09/2013

          Não haverá aula

          XI CONGRESSO INTERNACIONAL DA ABRAPT
          V CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRADUTORES
          Universidade Federal de Santa Catarina – Florianópolis

          Clique AQUI para acessar o site do congresso.

          ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

          No dia 30/09/2013 (segunda-feira) às 14h
          Defesa de dissertação de mestrado de Bruna Macedo de Oliveira
          Título: Análise da interferência em traduções do gênero receita realizadas por estudantes brasileiros de espanhol como língua estrangeira
          Banca:
          José Luiz Vila Real Gonçalves (Universidade Federal de Ouro Preto)
          Mirta Groppi (USP-Espanhol)
          Local: Prédio de Administração da FFLCH

        • AULA 6 - 04/10/2013

          Tópico 6 - O desenvolvimento da competência tradutoria: propostas

          TOURY, Gideon. A bilingual speaker becomes a translator: a tentative developmental model. In: Descriptive Translation Studies and Beyond. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 1995. p. 241-258. [HELOÍSA]

          CHESTERMAN, Andrew. Teaching Strategies for Emancipatory Translation. In: SHÄFFNER, Chistina; BEVERLY, Adab (ed.). Developing Translation Competence. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 2000. p. 77-89. [ALINE]

          SHREVE, Gregory M. Cognition and evolution of translation competence. In: DANKS, J. H.; SHREVE, G. M.; FOUNTAINS, S. B.; McBEATH, M. K. (orgs.). Cognitive process in translation and interpreting. Thousand Oaks: Sage, 1997. p. 120-136.[HELOÍSA]

          Alternativa de leitura em português

          CINTRÃO, Heloísa Pezza. Capítulo 3. O desenvolvimento da CT e a formação de tradutores. In: Colocar Lupas, Transcriar Mapas: iniciando o desenvolvimento da competência tradutória em níveis básicos de espanhol como língua estrangeira. 2006. Tese (Doutorado em Letras) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2006.

          ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

          No dia 10/10/2013 (quinta-feira) às 14h
          Defesa de dissertação de mestrado de Vinicius Martins
          Título: A tradução de dialeto em Don Segundo Sombrra
          Banca:
          Ariel Novodvorski (Universidade Federal de Uberlândia)
          Ana Cecilia Olmos (USP-Espanhol)
          Local: Prédio de Administração da FFLCH

        • AULA 7 - 11/10/2013

          Tópico 7 - Competência bilíngue e aprendizagem da tradução: elementos para reflexão

          PRESAS, Marisa Bilingual Competence and Translation Competence. In: SCHÄFFNER, C.; ADAB, B. (ed.). Developing Translation Competence. Amsterdam: John Benjamins, 2000. p. 19-31. [LUCIANA G.]

          SCHÄFFNER, Christina. Running before walking? Designing a Translation Programme at Undergraduate Level. In: SCHÄFFNER, Christina; ADAB, Bervely (eds). Developing Translation Competence. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 2000. p. 143-156. [PATRÍCIA G. C.]

          HOUSE, Juliane. How do we know when a translation is good? In: STEINER, Erich; YALLOP, Colin (ed.). Exploring translation and multilingual texts: beyond content. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 2001. p. 127-160.

        • AULA 8 - 18/10/2013

          Tópico 8 - Aprendizagem da tradução e os primeiros estudos do processo tradutório (I)

          KRINGS, Hans P. Translation Problems and Translation Strategies of Advanced German Learners of French (L2). In: HOUSE, Juliane; BLUM-KULKA, Shoshana. (eds.). Interlingual and Intercultural Comunication. Discourse and Cognition in Translation and Second Language Acquisition Studies. Tübingen: Gunter Narr, 1986. p. 263-276. [HELOÍSA]

          GERLOFF, Pamela. Identifying the unit of analysis in translation: some uses of think-aloud protocol data. In: FÆRCH, Claus; KASPER, Gabrielle. (eds.). Introspection in second language research. Philadelphia: Multilingual Matters, 1987. p. 135-158. [JULIETTE S. T.]

          Textos complementares

          KRINGS, Hans P. The Use of Introspective Data in Translation. In FÆRCH, Claus; KASPER, Gabrielle. (eds.). Introspection in Second Language Research. Clevedon/Philadelphia: Multilingual Matters, 1987. p. 159-176.

          GERLOFF, Pamela. Second Language Learners’ Report on the Interpretive Process: Talk-aloud Protocols on Translation. In: HOUSE, Juliane; BLUM-KULKA, Shoshana. (eds.). Interlingual and Intercultural Communication. Tübingen: Narr, 1986. p.243-262. 

          Alternativa de leitura em português

          CINTRÃO, Heloísa Pezza. Capítulo 1. Profissionais, novatos e o ensino de tradução In: Colocar Lupas, Transcriar Mapas: iniciando o desenvolvimento da competência tradutória em níveis básicos de espanhol como língua estrangeira. 2006. Tese (Doutorado em Letras) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2006.

        • AULA 9 - 25/10/2013

          Tópico 9 - Aprendizagem da tradução e os primeiros estudos do processo tradutório (II)

          TIRKKONEN-CONDIT, Sonja. Professional vs. Non-Professional Translation: A Think-Aloud Protocol Study. In: SÉGUINOT, Candance (ed.): The translation process. Toronto: H.G. Publications; York University, 1989. p. 73-85. [INAÊ]

          JÄÄSKELÄINEN, Riitta. Translation Assignment in Professional Versus Non-professional Translation: A Think-Aloud Protocol Study. In: SÉGUINOT, Candance. (ed.). The Translation Process. Toronto: H.G. Publications; York University, 1989. p. 87-97.

          SÉGUINOT, Candance. Interpreting errors in translation. Meta, vol. 35, 1, p. 68-73, 1990.

          Alternativa de leitura em português

          CINTRÃO, Heloísa Pezza. Capítulo 1. Profissionais, novatos e o ensino de tradução In: Colocar Lupas, Transcriar Mapas: iniciando o desenvolvimento da competência tradutória em níveis básicos de espanhol como língua estrangeira. 2006. Tese (Doutorado em Letras) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2006.

          • AULA 10 - 01/11/2013

            Tópico 10 - Desenho curricular: objetivos graduados ou construtivismo; novas tecnologias na formação do tradutor (Entrega da resenha)

            KELLY, Dorothy. Planning and writing objectives/outcomes. In: A Handbook for Translator Trainers. A guide to reflective practice. Manchester: St. Jerome, 2005. p. 20-41.

            PYM, Anthony. Translator training. (no prelo) 2009. Disponível em: <http://www.tinet.cat/~apym/on-line/training/2009_translator_training.pdf> [SANDRA L. M. N.]

            ALCINA, Amparo. Translation technologies. Scope, tools and resources. Target, 20, 1, p. 80-103, 2008.

          • AULA 11 - 08/11/2013

            Tópico 11 - Ferramentas e novas propostas de pesquisa

            JAKOBSEN, Arnt Lykke. Translation drafting by professional translators and by translation students. In Gyde Hansen (ed.) Empirical Translation Studies. Process and product. Copenhagen: Samfundslitteratur, 2002. p. 191-204.

            JAKOBSEN, Arnt Lykke; JENSEN,Kristian T.H. Eye movement behavior across four different types of reading task. In: GÖPFERICH, Susanne; JAKOBSEN, Arnt Lykke; MEES, Inger M. Looking at Eyes. Eye-Tracking Studies of Reading and Translation Processing. Copenhagen: Samfunds Litteratur, 2008. p. 101-124.

            GÖPFERICH, Susanne. Towards a model of translation competence and its acquisition: the longitudinal study TransComp. In: GÔPFERICH, Susanne; JAKOBSEN, Arnt Lykke; MEES, Inger M. Behind the Mind. Methods, models and results in translation process research. Copenhagen: Samfunds Litteratur, 2009. p. 11-37.

            Textos complementares

            GONÇALVES, José Luis Vila Real. Pesquisas empírico-experimentais em tradução: os protocolos verbais. In: PAGANO, Adriana Silvina (org.). Metodologias de pesquisa em tradução. Belo Horizonte: Curso de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos da Faculdade de Letras da UFMG, 2001. p.13-39. [MÁRCIA]

            ROTHE-NEVES, Rui. Medidas em tempo real para estudos experimentais em tradução: explorando o programa Translog. In: PAGANO, Adriana (ed.). Metodologias de pesquisa em tradução. Belo Horizonte: Curso de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos da Faculdade de Letras da UFMG, 2001. p.41-67.

            O’BRIEN, Sharon. Processing fuzzy maches in Translation Memory tools: an eye-tracking analysis. In: GÖPFERICH, Susanne; JAKOBSEN, Arnt Lykke; MEES, Inger M. Looking at Eyes. Eye-Tracking Studies of Reading and Translation Processing. Copenhagen: Samfunds Litteratur, 2008. p. 79-102.

          • FERIADO - 15/11/2013

            Proclamação da República - Não haverá aula

            • XIV SILEL - 22/11/2013

              Não haverá aula

              XIV SIMPÓSIO NACIONAL DE LETRAS E LINGUÍSTICA
              IV SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE LETRAS E LINGUÍSTICA
              20, 21 e 22 de novembro de 2013
              Universidade Federal de Uberlândia – Uberlândia (MG)

              Clique AQUI para acessar o site do SILEL.

              • AULA 12 - 29/11/2013

                Prova escrita

                e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP