A disciplina tem por objetivo introduzir o aluno no estudo sociológico da violência, abordando seu conceito; imagens, representações e significados da violência; os fatos e acontecimentos contemporâneos; as correntes e hipóteses explicativas mais relevantes n domínio das ciências sociais. Com base em bibliografia especializada, a disciplina enfoca o modo sociológico de pensar a violência, enfatizando as relações entre saber e conhecimento, sociedade, Estado de Direito, democracia, direitos humanos, justiça e controle social, vivências e significações. A disciplina igualmente estará voltada para a discussão de casos e para tratamento de documentos de várias naturezas. Pretende-se, neste semestre, reavaliar a hipótese, formulada originalmente por Michel Wieviorka, para quem, no último quartel do século XX, surge um novo paradigma da violência associado a mudanças globais, em quatro níveis – sistema internacional, Estados nacionais, mutações societais, o individualismo contemporâneo – as quais alteram percepções e representações e inclusive as teorias explicativas no domínio das ciências sociais.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP