Esta disciplina visa a que o aluno avance no trabalho de interpretar o funcionamento da língua espanhola, de inscrever-se em suas discursividades e construa, com relação a ela, um espaço de saber a partir a) da observação e interpretação das grandes zonas em que o funcionamento do espanhol se aproxima e se distancia lingüística e culturalmente do português brasileiro; b) da quebra da freqüente identificação imaginária da língua espanhola com uma “língua formal”; c) do tratamento da variedade interna do espanhol e da que surge da comparação entre ele e o português brasileiro à luz de processos sócio-históricos, superando assim a visão da língua como um estoque de palavras, de sons e de frases; d) de uma abordagem que rompa com a visão da língua como um mero instrumento; e) do uso e visão analítica de instrumentos lingüísticos centrais no processo de ensino-aprendizagem (dicionários e gramáticas).

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP