• Conhecer as competências empreendedoras (conhecimentos, habilidades e atitudes); • Compreender o papel das soft skills para o empreendedorismo; • Conhecer e compreender os quatro pilares da educação; • Compreender as competências empreendedoras e sua importância para o desenvolvimento de um novo negócio ou para o intraempreendedorismo; • Analisar os programas de educação para o empreendedorismo em todos os níveis (acadêmicos, institucionais e profissionais); • Elaborar um projeto de educação empreendedora para um público específico.
• Apresentar os principais modelos de gestão de riscos corporativos; • Capacitar os alunos na gestão de riscos corporativos; • Aplicar modelo operacional para identificação de riscos corporativos; • Aplicar modelo operacional para identificação do nível de maturidade em gestão de riscos corporativos; • Realizar pesquisa sobre o tema de gestão de riscos corporativos.
Compreender a dinâmica do setor varejista, assim como o ambiente competitivo das empresas inseridas nesse setor. b) Discutir aspectos estratégicos da gestão do varejo, focando principalmente a sua aplicação à realidade empresarial brasileira e ao novo momento do mercado. c) Debater as principais tendências do varejo no Brasil e no mundo. d) Desenvolver uma maior capacidade de compreender, explicar e prever os sistemas de gestão de varejo em geral. e) Identificar e manter-se atualizado sobre os temas emergentes que vem despertando o interesse dos pesquisadores nas áreas de Varejo. f) Analisar, sob a ótica do pensamento científico, artigos recentes e clássicos sobre Varejo, com o objetivo de exercitar os fundamentos e os métodos para o desenvolvimento do conhecimento e da construção teórica. g) Desenvolver maior capacidade de análise e produção do conhecimento em temas ligados ao Varejo em geral.
Proporcionar ao estudante o conhecimento científico e técnico sobre metodologia científica e dos métodos qualitativos e quantitativos visando a elaboração de um relato técnico-científico em um projeto de intervenção. Capacitar os alunos para efetuar reflexões críticas acerca de projetos de intervenção e da produção científica na área de Administração.
O objetivo da disciplina é oferecer aos alunos um método aplicado de aceleração de negócios inovadores, que emula um programa de aceleração de startups. Esse método é aplicado no contexto do empreendedorismo inovador, tanto em negócios impulsionados pela ciência (science-based entrepreneurship) quanto em oportunidades advindas do mercado (opportunity-driven entrepreneurship ou market-driven entrepreneurship). A aplicação do método pode ocorrer em empresas estabelecidas (segundo uma lógica de startup interna ou uma iniciativa de corporate venture) e no desenvolvimento de empresas nascentes inovadoras (startups) e/ou de base tecnológica. A base conceitual da disciplina é a inovação de modelo de negócio, que é estudada por meio de um método estruturado, denominado Jornada da Inovação de Modelo de Negócio. Este método é utilizado para o desenho de modelos de negócios inovadores. Nesse sentido, a disciplina se propõe a oferecer referencial conceitual e ferramental para o projeto do modelo de negócio de uma empresa nascente inovadora (startup) ou uma iniciativa de inovação de modelo de negócio de empresas estabelecidas. A aceleração de negócios inovadores é desenvolvida em duas etapas, que correspondem a duas disciplinas. O Laboratório de Inovação e Empreendedorismo I apresenta como escopo: 1) a análise e definição do time de inovadores (founder-market fit); 2) a identificação e validação da oportunidade; 3) o desenho e validação da solução no estágio conceitual (problem-solution fit). O Laboratório de Inovação e Empreendedorismo II apresenta como escopo: 1) o desenvolvimento inicial da solução (prototipação) e sua validação (product-market fit); 2) o desenho e validação do modelo de negócio (business model fit); 3) o desenvolvimento do plano de crescimento exponencial (que inclui: desenvolvimento do produto/MVP; máquina de vendas; equipe; e sistemas de gestão).
A disciplina tem por objetivo discutir o processo gerencial de marketing sob as perspectivas estratégica e operacional, focando questões pertinentes às estratégias de crescimento e estratégias competitivas, especialmente para novos empreendimentos, buscando proporcionar visão integrada das diferentes camadas que compõem o sistema hierárquico de decisões de marketing de uma organização.