Programação

  • 1. Apresentação da Disciplina - 10/08/2017

    Disciplina: ACH3707 – Cultura indígena, Política e Meio Ambiente

    Quintas-feiras 14h às 16h - Auditórios

    Créditos Aula: 2     /     Créditos Trabalho (saída de campo): 2     -     Total: 4  Tipo: Semestral

    Semestre Ideal: -      /    Nº. Máximo de alunos por turma: 44

    Ementa (programa resumido): Com o objetivo de enriquecimento cultural, acadêmico e científico; abordando o processo evolutivo da humanidade e a convivência das diversidades étinicas e sócio-culturais presentes no mundo contemporâneo; refletindo especialmente sobre as relações das sociedades modernas, tradicionais e entre os povos originários.

    Métodos utilizados: Aulas expositivas, Aulas magnas, Mesas-Redondas, Conferências, Seminários, Levantamento da documentação disponível; Discussões e Elaboração de projetos em grupo; Apresentação do material teórico e áudio-visual produzido e Correção.

    Atividades de campo: a) Visita a aldeia indígena “Tekoa Pyau”; b) Vivência intercultural na aldeia Indígena “Rio Silveira”.

    Objetivos:

    -           Desenvolver e orientar os alunos em atividades interdisciplinares de pesquisa.

    -           Discutir, investigar e analisar problemas sociais, interpessoais, culturais e científicos.

    -           Fundamentos da Resolução de problemas.

    -           Análise dos problemas sociais, culturais e científicos relacionados às comunidades tradicionais e originárias.

    -           Promover a compreensão da relação entre sociedades e meio ambiente por um prisma histórico (coletores e caçadores, sociedades agrárias, sociedades modernas).

    -           compreender a dimensão social e ética envolvida nos problemas ambientais contemporâneos.

    -           Compreender os problemas ambientais como construções sociais (construtivismo sócio-ambiental).

    -           Examinar questões como consumo sustentável, estilo de vida ecológico e conflitos ambientais

    -           Promover a compreensão da relação entre sociedades e meio ambiente por um prisma histórico (coletores e caçadores, sociedades agrárias, sociedades modernas)

    -           Examinar questões como consumo sustentável, estilo de vida ecológico e conflitos ambientais a partir da abordagem sociológica.

    -           Análise dos dados utilizando, incorporando aprendizado acumulado durante o curso

    -           Elaboração de um projeto ou produto (e.g. maquete, vídeo, material educativo)

    Programa:

    Os tópicos abordados são:

    a) Transições Ecológicas; Evolução Humana & Etnobiologia;

    b) O processo histórico de constituição das sociedades originárias, tradicionais, modernas, industriais e urbanas.

    c)  Arte, Ciência e Tradição: Populações Indígenas, Famílias Linguísticas Indígenas no Brasil, Panorâma atual.

    d) Avaliação social e politica das desigualdades sociais e regionais, bem como sua relação com a degradação ambiental.

    e)  As Politicas indígenas latino-americanas; Politica indígena boliviana - perspectiva comparada.

    f)   Arte, Ciência e Tradição: Choques culturais, Convivência e Arte; as diferentes relações entre sociedades.

    g)  Análise da desigualdade entre indivíduos, grupos, nações e sociedades quanto aos impactos sobre o ambiente.

    h) Politica indigena boliviana - perspectiva comparada.

    i)   Análise das experiências locais, regionais, nacionais e internacionais relacionadas aos povos indígenas.

    j)   Empoderamento e Feminismo indígena.

    k)  Aulas Magnas com temas relacionados; Ailton Krenak, Cristine Takuá, Eduardo Suplicy.

    As atividades práticas do curso envolvem seminários, trabalhos em grupo, exercícios e debates sobre os temas tratados.

    Avaliação:

    -          Trabalho em grupo: A presentação de Seminário e elaboração de trabalho escrito (artigo)

    -          Participação nas atividades de campo e entrega de relatórios de campo;

     

    Normas de recuperação (critérios de aprovação e épocas de realização das provas ou trabalho): Avaliação baseada em provas e/ou trabalhos, conforme orientação da CoC-GA.

    Bibliografia básica:

    FERREIRA, Carlos H; MACHADO, Jorge (Organizadores) Resistência Guarani: Uma Vivência na Aldeia Rio Silveiras. https://drive.google.com/file/d/0B7bmgiT1xyctMnE2RF9VRHJaVE0/view?usp=sharing

    CHAMORRO. G. A espiritualidade guarani: uma teologia ameríndia da palavra.

    COSMOLOGIA GUARANI. Um discurso próprio e intransferível.

    LIMA, M. S. Lacerda;  SOUZA Estella Libardi. Religião e Cosmologia: fundamentos do Direito Guarani.

    MACHADO, Jorge. Reflexões sobre o Tempo Social.

    ORACI NOGUEIRA. Pesquisa social: introdução às suas técnicas.

    SOBRAL, D.T. (1994). Aprendizagem baseada em problemas. Efeito no aprendizado.

    SOUSA SANTOS, Boaventura de Sousa. Por uma concepção multicultural de direitos humanos.

    TAYLOR, C. "A  política de reconhecimento" in TAYLOR, C. (org) Multiculturalismo.

    WOODWARD, Kathryn. "Identidade e diferença: uma  introdução teórica e conceitual".

     

    Material complementar:

    Indios do Brasil https://www.youtube.com/watch?v=QQA9wuGgZjI (min. 18-30)

    Índios Guarani em SC (sem reserva) https://www.youtube.com/watch?v=Y2wsge7Ewws

    Índio "virando cidadão" https://www.youtube.com/watch?v=7ytMrFErkzY

    Direitos constitucionais dos índios (Sumário): http://pib.socioambiental.org/pt/c/direitos/constituicoes/introducao

    Constituição da República Federativa do brasil: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm

    Estatuto do Índio (1973): http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6001.htm

    Meneses, Paulo. Etnocentrismo e relativismo cultural: algumas reflexões. Revista Symposium. Ano 3.

    Relativismo Cultural (conceito) https://pt.wikipedia.org/wiki/Relativismo_cultural

    PINEZI, Ana K. M. Infanticídio indígena, relativismo cultural e direitos humanos: elementos para reflexão. Revista Aurora.

    Tribo Avá-Canoeiro:  história de um "povo invisível" nas matas do país  https://www.youtube.com/watch?v=T9hSRn2UuF4

    Ritmo do tempo https://www.youtube.com/watch?v=dzTiANMxaBI

    Política Indigenista no Brasil. Portal Povos Indígenas do Brasil, ISA.

    PEC 215/2000 http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=14562

    Avaliação da PEC 215 pelo ISA.

    Parlamento Indígena https://www.youtube.com/watch?v=MezGEdlGcOI

    Discurso de Ailton Krenak no Congresso Nacional Docum. Grito 3 https://www.youtube.com/watch?v=kWMHiwdbM_Q

    Documentário. Grito 1 https://www.youtube.com/watch?v=t0uQ-Xrocog

    Documentário sobre o deputado Mário Juruna http://globotv.globo.com/rede-glob2797711/

    Coração Guarani (Cenas da Aldeia Rio Silveiras)  https://www.youtube.com/watch?v=fgsSq61Zo78

    Cuaracy Ra’Angaba – O céu Tupi Guarani  https://www.youtube.com/watch?v=obuRxNgAh6

    Carta Capital  - Guaranis do Pico do Jaraguá e o porblema das terras.

    Método observação participante https://pad.okfn.org/p/obsevacaoparticipante


  • 2. Evolução, Ecologia Humana e Etnobiologia - 17/08/2017

    Aula Magna com a professora especialista em Ecologia Humana da Universidade de São Paulo, Profª Drª Cristina Adams.


    BIBLIOGRAFIA OBRIGATÓRIA:

    ALLAN, A.; ANDRADE, F.; RANGEL JR., M. J. 2015. Origem e Dispersão dos Humanos Modernos. In: Assim Caminhou a Humanidade, W. A. Neves, M. J. Rangel Jr., R. S. S. Murrieta (Orgs.). São Paulo: Palas Athena. pp. 242-280.

    MURRIETA, R.S.S.; PRADO, H. M.; BATARQUINI, B. T.; BATARQUINI, R. T. 2015. Neolítico: domesticação e origem da complexidade social.  In: Assim Caminhou a Humanidade, W. A. Neves, M. J. Rangel Jr., R. S. S. Murrieta (Orgs.). São Paulo: Palas Athena. pp. 282-318.

    FUNARI, P. P.; NOELLI, F. S. 2014. Pré-História do Brasil. São Paulo: Contexto. 110 p. 

    FAUSTO, C. Os Índios Antes do Brasil. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 94 p.


    VÍDEOS OBRIGATÓRIOS:

      ---> Nesse vídeo você poderá conhecer um pouco mais sobre os docentes da nossa disciplina (Cristina Adams & Ailton Krenak).
    Em um Seminário ofertado pelo SENAC no 1º semestre de 2017; abordando a temática dos RECURSOS NATURAIS e a NATUREZA COMO BEM COMUM ... aproveite!


    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

    Brasil teria o registro humano mais antigo das Américas. Mas poucos sabem..,

    Por que fósseis achados no Marrocos mudam tudo o que sabemos sobre a origem da humanidade


    VÍDEOS DE APOIO:



    VÍDEOS ADICIONAIS:

    • 3.Energia e a questão indígena - 24/08/2017

      • 24/08 - (Anfiteatro do Ciclo Básico)
      Energia e a questão indígena
      Entrega dos temas definidos no seminário
      Orientações gerais para produção acadêmica científica
      Palestra ministrada pelo Prof. Dr. André F. Simões & Prof. Dra. Mariana S. Domingues


      VÍDEOS OBRIGATÓRIOS:






      VÍDEOS COMPLEMENTARES:





      VÍDEOS ADICIONAIS:


    • Aula 4 _ 31/08 - (Auditório Azul) - Das 14:00 às 16:00PM Arte, Empoderamento, Feminismo e Resistência

      • 31/08 - (Auditório Azul) - Das 14:00 às 16:00PM
      Arte, Empoderamento, Feminismo e Resistência
      Pajé Carlos Papá & Profª Cristine Takuá

      Vídeos Obrigatórios:








      Vídeos Complementares:





      Vídeos Adicionais:




      Vídeo Especial:


      • Semana da Pátria - 07/09/2017

        Semana da pátria e feriado da Independência do Brasil - não haverá aula

        • 6. O Jaraguá É Guarani!!! - 21/09/2017

          Aula 6 _ 21/09/2017 - (Auditório Azul)
          Horário: Das 14:00 às 16:00PM
          Tema: O Jaraguá É Guarani!!!

          * Assisitiremos juntos no início da aula *

          Abertura II & Encerramento: OZ Guarani (Grupo de Rap - Aldeia Jaraguá)

          Palestrantes:
          Thiago Henrique Karai Djekupe (Liderança Indígena)
          Karai Xondaro Jeferson (Morador da Aldeia do Jaraguá & Vocalista do grupo OZ Guarani)
          Thiago Wera Mirim (Fotojornalista)

          ========================================================

          Vídeo Obrigatório (Pré Aula):



          ========================================================

          Vídeo Complementar:

          David, Karai Popygua, liderança Mbya Guarani na terra indígena do Jaraguá, em luta pelo território indígena e pela sobrevivência e direitos humanos e constitucionais do seu povo, denuncia as medidas genocidas do estado brasileiro. O Brasil é o país onde morrem mais pessoas que defendem a Mãe-Terra, é um país de grandes desigualdades.


          ========================================================

          Vídeos Adicionais:



          ========================================================

          Vídeo Especial:

          A Alicia Keys convidando a Sonia Bone Guajajara pro palco do #RockInRio ... pedindo: DEMARCAÇÃO JÁ !!!!!!!!

          • 7. Direitos Humanos, Povos Indígenas e Interculturalidade - 28/09/2017

            Palestra ministrada pelo Prof. Dr. Pedro Pulzatto Peruzzo

            Professor e Pesquisador da PUC - Campinas


            Referências para este encontro:


            1. A primeira é o relatório sobre povos indígenas da CNV: http://www.cnv.gov.br/images/pdf/relatorio/Volume%202%20-%20Texto%205.pdf
            2. A segunda é a carta do Pero Vaz de Caminha: http://objdigital.bn.br/Acervo_Digital/livros_eletronicos/carta.pdf
            3. A terceira é uma reflexão que o Pedro escreveu sobre o estado atual do Direito: https://academico.uerr.edu.br/ojs/index.php/REMGADS/article/view/106


            Referências Complementares:


            1. Direitos constitucionais dos índios
            2. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988
            3. LEI Nº 6.001, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1973





            Vídeo Especial:



            • 8. Ysani Kalapalo; Aula de Guarani e Orientações para 'Campo' e Redação Acadêmica - 05/10/2017

              • 05/10 - (Sala de aula 104)


              Tema I: Ysani Kalapalo
              Tema II: Aula Básica de Guarani; Instruções para interação nas saídas de campo
              Tema Extra: Fogueira e preparo de "Tipá"; + Orientações gerais para produção acadêmica científica

              Palestrantes: Ysani Kalapalo; Ricardo Wera Araújo; Profº. Dr. André F. Simões; Prof. Drª. Mariana S. Domingues



              TEMA I


              Palestrante: Ysani Kalapalo

              Canal no Youtube: Ysani Kalapalo

              LINK COMPLEMENTAR:
              Conheça a historia de ysani kalapalo - Ativista indigena que ira se formar em Harvard


              VÍDEOS OBRIGATÓRIOS:



              VÍDEOS COMPLEMENTARES:



              VÍDEOS ESPECIAIS:





              TEMA II


              Palestrante: Ricardo W'era Araújo


              VÍDEOS OBRIGATÓRIOS:



            • Direitos Humanos e Política Indigenista - 06/10/2017

              Palestra ministrada por Prof. Dr. Eduardo Suplicy

              • Feriado - 12/10/2017

                Feriado dia de Nossa Senhora de Aparecida - não haverá aula

                • 9. Cultura, História, Artes e os Ofícios dos saberes indígenas - 19/10/2017

                  Palestra ministrada pelo Prof. Ailton Krenak. 

                  A importância do movimento ambientalista indígena junto à Gestão Ambiental e sobre a Gestão de Políticas Públiicas


                  Vídeos Obrigatórios:




                  Vídeos Complementares:





                  Vídeo Especial:


                  • 10. A herança de uma proposta na contramão do atual modelo desenvolvimentista & Preparação para os Trabalhos de Campo - Jaraguá e Bertioga - 26/10/2017

                    • 26/10 _ Profª. Diana Maria Chauvin Alvear - (Auditório Vermelho)

                    NOTA I: A 2ª parte do encontro será na grama, junto de uma fogueira; então traga alguma coisa para sentar em cima (Canga, lençol, etc.)
                    NOTA II: Convidamos (quem puder e quiser) à trazer alguma comida ou bebida para finalizar nossa série de encontros, junto da fogueira e comendo um delicioso "Tipá" feito na hora (pão guarani). O café é por nossa conta!


                    Tema I: Yasuní-ITT - A herança de uma proposta na contramão do atual modelo desenvolvimentista

                    Tema II: Orientações para produção do artigo acadêmico

                    Tema III: Orientações para a visita - Aldeia Tekoá Pyau no Jaraguá  _ Preparação para a Vivência - Aldeia Rio Silveira


                    Palestrante do Tema I: Profª. Diana Maria Chauvin Alvear; da Escolda de Engenharia de São Carlos da USP
                    Palestrantes dos Tema II: Profº. Dr. André Felipe Simões; Prof.ª Drª. Mariana Soares Domingues; 
                    Palestrantes dos Tema III: Carlos Henrique de A. Ferreira (Monitor); Lyvia Amado (Monitora)



                    Leitura Obrigatória:
                    Yasuní-ITT - A herança de uma proposta na contramão do atual modelo desenvolvimentista


                    Material Extra: 
                    RESISTÊNCIA GUARANI - Uma Vivência na Aldeia Rio Silveiras

                    Vídeos Especiais: 

                    Vivencia USP na aldeia Rio SIlveira _ Bertioga






                    Vídeos Importantes para a Vivência: 

                    1º - Aguyjevete pra quem luta!

                    2º - Dança da tangará Xondaria (dança das guerreiras) _ Dança dos Xondaros (danças dos guerreiros)

                    3º - 


                  • 11. Trabalho de Campo - Visita à Aldeia Tekoa Pyau – Jaraguá - 28/10/2017

                    PROGRAMAÇÃO PARA A VISITA NA ALDEIA TEKOA PYAU – JARAGUÁ - (28/10/2017)

                    Rota da EACH até a Aldeia, (39Km’s; Indo de Carro):
                    https://goo.gl/maps/E9qaFRTGsts


                    Rota do TERMINAL LAPA até a Aldeia, (13Km’s; Indo de ônibus): 
                    https://goo.gl/maps/EvXtVG3w1Hu


                    Endereço da Aldeia: 

                    Estr. Turística do Jaraguá, 3651 - Vila Jaragua

                    Link do Endereço da Aldeia: https://goo.gl/maps/noJSjrYGJ482


                    O QUE LEVAR: Quem puder ... levar Doações em alimentos, roupas e material escolar!!!


                    DATA: SÁBADO - 28/10/2017
                    HORÁRIO: Das 13:00 às 20:00

                     

                    Tipo de Transporte: Condução Pública

                    Valor: Passe-Livre Gratuito, ou R$3,80 para Ir e R$3,80 para voltar (Apenas ônibus)



                    Cronograma: 

                    ·         13:00 – Encontro nas CATRACAS do Terminal Lapa ... saindo do Terminal sentido Shopping da Lapa.


                    ·         13:30 – Embarque na Linha 8040-10 - SOL NASCENTE

                    * Embarque feito no ponto inicial dessa linha, localizado no "Ponto 23", dentro do "Terminal Lapa".

                     

                    ·         14:00 – Chegada e Recepção na aldeia

                    ·         14:15 às 18:00 – Visita guiada pelos núcleos da aldeia e participação no evento Expedição às nascentes do Jaraguá.

                    ·         18:00 às 19:30 – Palestra da Lideranças Indígenas & REZA

                    ·         19:30 – Despedida

                     

                    ·         19:40 - Embarque na Linha 8040-10 - LAPA
                    (Tempo estimado: 40 minutos / Quantidade de pontos: 29 paradas)

                     

                    ·         Entre 20:00 e 20:15 – Chegada no Terminal Lapa


                    · TELEFONE para contatos e dúvidas: 11 97319-4294 (Vivo / Wathsapp) - Carlos Henrique
                    · TELEFONE para contatos e dúvidas: 11 99788-0529 (Vivo / Wathsapp) - Lyvia Amado

                    • 12. Trabalho de Campo - Aldeia Rio Silveira - Bertioga (SP) - 02 a 05/11/2017

                      PROGRAMAÇÃO PARA A VIVÊNCIA NA ALDEIA RIO SILVEIRA (2/11 a 05/11)

                      ROTA da EACH até a Aldeia, (115Km): https://goo.gl/maps/SyHTV8E5HK52

                      Tipo de Transporte: Ônibus da EACH/USP

                      Quinta-feira - 02/11/2017

                       

                      07:00 - encontro na EACH

                      08:00 - Saída do ônibus da EACH

                      11:00 às 12:00 - Chegada na aldeia; Montagem das Barracas

                      12:00 às 13:00 - Almoço; Boas Vindas!

                      13:00 às 15:00 - Aula de Guarani + Pintura Corporal + Foto Contra a PEC 215

                      15:00 às 17:30 - Atividades de Pintura; Brincadeiras e Jogos externos

                      17:30 às 18:30 - Banho + Café da Tarde + Preparativos para a REZA

                      18:30 às 20:30 - Programa Cultural - REZA + Manifestações Culturais e Artísticas

                      20:30 às 21:30 - Jantar

                      21:30 às 23:00 - Programa Cultural /// Palmito na Fogueira + Bate Papo com o Pajé + Massagem Coletiva + Filme

                      ******** 22:00 às 23:00 - Pesca Noturna - Somente uma pequena Parte do Grupo

                       

                       

                      Sexta-feira - 03/11/2017

                       

                      07:00 às 08:00 - Café da Manhã

                      08:00 às 08:30 - Preparação para a Expedição pelo Rio Silveira

                      08:30 às 16:00 - Programa Intercultural /// Expedição pelo Rio Silveira + Refeição na Mata

                      15:00 às 16:00 - Almoço + Descanso

                      16:00 às 17:30 - Treino / Torneio de Arco e Flecha
                      * Tempo reservado para os grupos se organizarem, coletarem informações e realizar entrevistas

                       

                      17:30 às 18:30 - Banho + Café da Tarde + Preparativos para a REZA

                      18:30 às 21:00 - Programa Cultural – REZA + Manifestações Culturais e Artísticas

                      21:00 - Programa Cultural /// Palmito na Fogueira + Bate Papo com o Pajé + Massagem Coletiva + Filme

                      ******** 22:00 às 23:00 - Pesca Noturna - Somente uma pequena Parte do Grupo

                       

                       

                      Sábado - 04/11/2017

                       

                      07:00 às 08:00 - Café da Manhã

                      08:00 às 08:30 - Preparação para a Expedição pelo Novo Núcleo da Cachoeira da Anta

                      08:30 às 15:30 - Programa Intercultural /// Expedição pelo Novo Núcleo da Cachoeira da Anta + Refeição na Mata

                      15:30 às 16:30 - Almoço + Descanso

                      16:30 às 17:30 - Atividades de Pintura; Brincadeiras e Jogos externos
                      * Tempo reservado para os grupos se organizarem, coletarem informações e realizar entrevistas

                       

                      17:30 às 18:30 - Banho + Café da Tarde + Preparativos para a REZA

                      18:30 às 21:00 - Programa Cultural - REZA + Manifestações Culturais e Artísticas

                      21:00 - Programa Cultural /// Palmito na Fogueira + Bate Papo com o Pajé + Massagem Coletiva + Filme

                       

                       

                      Domingo - 05/11/2017

                       

                      07:00 às 08:00 - Café da Manhã

                      08:00 às 12:00 - Atividades de Pintura; Brincadeiras e Jogos externos

                      12:00 às 13:00 – Almoço

                      13:00 às 14:00 - Desmontar Acampamento

                      14:00 - Saída do Ônibus / Despedida / Encerramento

                      18:00 - Chegada na EACH
                      (O percurso é de pouco menos de 2 horas de viagem, porém haverá um pouco de trânsito, qual já está sendo contabilizado).


                      *** ITENS OBRIGATÓRIOS ***

                      • Barraca ou Rede para dormir
                      • Lona plástica (Descartável ou Outros Tipos)
                      • Colchão inflável / ou / Isolante Térmico / ou / Saco de Dormir
                      • Toalha de banho
                      • Roupa de Banho
                      • Chinelo
                      • Blusa
                      • Roupa e Calçado adequado para trilha
                      • Coberta ou Manta para se cobrir durante a noite
                      • Produtos de higiene pessoal (Pasta e Escova de dente, sabonete, papel higiênico ... )
                      • Talher
                      • Prato de Plástico
                      • Caneca de Plástico
                      • Saco de Lixo


                      *** ITENS OPICIONAIS ***

                      • Repelente
                      • Protetor Solar
                      • Boné
                      • Óculos de Sol
                      • Capa de Chuva (Descartável ou Outros Tipos)
                      • Lanterna de mão e/ou de Cabeça
                      • Canivete
                      • Squezze / Garrafa - Água


                      *** SUGESTÕES ***

                      • Alimentos Extras para consumo Pessoal
                      • Alimentos Extras para os momentos comunitários
                      • Alimentos Extras Não Perecíveis (Farinhas de Trigo e Mandioca, Arroz, Feijão, Sal, Açucar, Café, etc ... )

                      Doações: Alimentos, livros, brinquedos, galões de água, ferramentas – principalmente de construções, cadernos, material escolar. 


                      *** IMPORTANTISSÌMO ***

                      1. Caso você faça uso de alguma medicação ou necessite de algum cuidado especial;
                        * Entre em contato com os professores e/ou monitores para as devidas orientações!!!
                         
                      2. Qualquer tipo de Alergia DEVE ser informada antecipadamente!!!
                        * Entre em contato com os professores e/ou monitores para as devidas orientações!!!



                      *** O QUE ESTA PROIBIDO DURANTE TODA A VIVÊNCIA ***

                      • Sair da Aldeia durante a vivência SEM a autorização e acompanhamento de algum guia.
                      • Sair da Aldeia após o Pôr do Sol.
                      • O uso ou porte de Drogas e álcool
                      • Desrespeito aos colegas de viagem e ao Povo local (indígenas)
                      • Toda e qualquer manifestação de violência ou preconceito
                      • Bagunça e/ou Barulho excessivo após certo horário



                      Algumas técnicas que serão abordadas na Vivência:

                      ·         Orientações sobre vegetais – Utilidades, prós, contras, uso e consumo.

                      ·         Orientações na floresta – Sobrevivência, Alimentação, Construção de abrigos e armadilhas.

                      ·         Educação ambiental

                      ·         Caminhada Segura – Técnicas de orientação pelo Sol, Polos e Cursos d’água.

                      ·         Fabricação de artesanatos simples

                      ·         Medicinas da floresta



                      Síntese do método “observação participante”

                      Neste método, tenta-se inserir num contexto social de um grupo, enquanto participante e observador(a). Uma de suas grandes vantagens é de possibilitar chegar mais perto da perspectiva do sujeito da ação. 

                      O pesquisador não precisa se preocupar em deixar de ser reconhecido como “alguém de fora”. Basta estar junto e ser aceito. Há que saber ouvir, escutar, ver e perceber o que ocorre, tentando captar as sutilezas. O objetivo do método é ver as coisas por dentro e diretamente no momento em que ocorrem, vivenciado situações e acontecimentos. 

                      É um método bastante descritivo, sem perder a subjetividade do observador. A coleta de dados e construção da pesquisa pode advir de conversas e entrevistas, podendo ter o apoio de outros tipos de acessórios, como diário de campo, gravador, máquina fotográfica ou de vídeo.

                      Exemplos de detalhes a observar:

                      ·         Clima: Agradável, cordial? Interessante, descontraído, construtivo, desagradável, tenso?

                      ·         Atividades dos participantes - Desenvolvidas com polidez e respeito? Há entusiasmo ou monotonia? Há integração? Descreva as atividades.

                      ·         Relações de poder - Há pessoas dominantes? Há um grupo que domina o outro? Comosão as relações de gênero? E entre grupos etários? Como é aquestão da igualdade/diferença?

                      ·         Comunicação: Há trocas de ideias? Entrosamento ou não? Como se dá a comunicação? Há confiança ou desconfiança? Descreva detalhes que possam ser significativos, mesmo que sutis, como modo de falar, gestos, etc.

                      ·         Visões: Estranhamento, acolhimento? São ressaltadas as diferenças ou os pontos em comum? Predominam visões positivas ou negativas do outro? Há estereótipos ou preconceitos? Observar opiniões, expressões de sentimentos, condutas.

                      ·         Geral: Anotar comentários, descrever sujeitos (para entender sua posição, seu ponto de vista). Pode-se também reconstruir diálogos.

                      ·         Descrição do observador (você mesmo) - Tipo de interação com os observados; Ações, atitudes, postura.

                      ·         Relatar aspectos da pesquisa que ainda não são claros e que precisam ser melhor explorados.



                      Veja o vídeo/documentário da Vivência passada ... realizada lá na aldeia Rio Silveira:


                      • 15. Apresentação de Seminários & Entrega do Relatório de Campo - 23/11/2017

                        23/11/2017 - Sala 104

                        Horário: 14:00 às 16:00


                        Intruções para a apresentação:
                        1 - As apresentações começam exatamente as 14:05; seguindo a ordem disposta abaixo.
                        2 - De 10 à 15 minutos, no máximo, para concluir toda a apresentação.
                        3 - Apresentações com duração superior à 15 minutos serão penalizadas.
                        4 - São poucas regras! Utilizem-se de todo e qualquer recurso que acharem necessário para promoverem a apresentação.
                        5 - Os arquivos das apresentações dos grupos Devem ser salvos no PC da sala antes do "início" dos Seminários (14:05PM).
                        6 - Respeitem e Valorizem os trabalhos que serão apresentados!
                        7 - Haverá a gravação em vídeo dos Seminários, esteja preparadx!

                        8 - Entrega do Relatório de Campo! A entrega do Relatório em outra data acarreta no decréscimo da nota.


                        Segue a ORDEM e os Grupos que se apresentam:

                        1. As inadequações das políticas públicas de moradia a partir da desapropriação das terras indígenas = Talita, Debora e Barbara
                        2. Conhecimento tradicional na infância = Mariana, Camila, Sandra e Brenda
                        3. Energia e questão indígena = Ana, Islanne, Mariana e Bianca
                        4. Verbalização da cultura indígena na aldeia Rio Silveira = Amanda, Artur, Cezar e Pedro
                        5. Infanticídio Indígena = João, Yoko, Barbara e Tabata
                        6. A Evangelização dos povos indígenas = Mateus, Clara, Gabriel e Carolina

                        • Tópico atual

                          16. Apresentação de Seminários & Confraterniazação Final - 30/11/2017

                          30/11/2017 - Sala 104

                          Horário: 14:00 às 16:00


                          Intruções para a apresentação:
                          1 - As apresentações começam exatamente as 14:05; seguindo a ordem disposta abaixo.
                          2 - De 10 à 15 minutos, no máximo, para concluir toda a apresentação.
                          3 - Apresentações com duração superior à 15 minutos serão penalizadas.
                          4 - São poucas regras! Utilizem-se de todo e qualquer recurso que acharem necessário para promoverem a apresentação.
                          5 - Os arquivos das apresentações dos grupos Devem ser salvos no PC da sala antes do "início" dos Seminários (14:05PM).
                          6 - Respeitem e Valorizem os trabalhos que serão apresentados!
                          7 - Haverá a gravação em vídeo dos Seminários, esteja preparadx!
                          8 - Último dia para a entrega do Relatório de Campo; mas já com decréscimo na nota devido o atraso.


                          Ordem de Apresentação:

                          1 - Infanticídio Indígena = João, Yoko, Barbara e Tabata

                          2 - Mineração em territórios indígenas = Beatriz, Raquel e Gabriel

                          3 - Intervenção Estatal - Estudo de caso em área indígena = Bruno, Tamires, Rafael

                          4 - Estruturação e distribuição espacial das comunidades indígenas, com enfoque na Aldeia Rio Silveira = Estela, José, Lucas e Juliana

                          5 - Feminismo indígena, o empoderamente da mulher indígena = Luisa, Maraisa, Juliana e Thaís

                          6 - Idetificação indígena = Carolina, Carolina, Maria e Thayan



                          CONFRATERNIZAÇÃO FINAL DA DISCIPLINA:


                          * Trazer, se possível, algum "Comes e Bebes" para esse momento comunitário de despedida da nossa disciplina.

                          Sugestões: Sucos, Lanches, Bolos, Salgados, frutas, etc...

                          • Finalização da Disciplina - 7/12/2017

                            1º - Nessa aula será aplicada a prova de recuperação para aqueles que necessitarem.

                            2º - Útimo dia para a entrega do Trabalho Escrito


                            PS: Presença "facultativa"!