Docente Responsável:

Francisco Chiaravalloti Neto

Objetivos:

Apresentar e discutir as principais metodologias de análise estatística para a distribuição espacial/geográfica de eventos vitais e seus possíveis fatores relacionados, considerando o contexto dos principais tipos de estudos: mapeamento de doenças (disease mapping), os estudos ecológicos ou de correlação geográfica (geographic correlation studies), a identificação de aglomerados espaciais de doenças (clustering, disease clustering) e a vigilância ou monitoramento de doenças (surveillance).

Justificativa:

Atualmente, o crescente reconhecimento da atuação de fatores ambientais em determinadas doenças crônicas, como os casos de câncer, desperta a necessidade de se desenvolver estudos mais sofisticados que incorporem o conhecimento sobre o meio ambiente em que estão inseridas. Esta perspectiva possibilita a análise dos possíveis fatores ambientais, sociais e comportamentais e a distribuição geográfica de determinados eventos vitais. Além disso, a perspectiva espacial pode sinalizar mudanças significativas na tendência das taxas de incidência ou mortalidade das doenças ao longo do tempo, em determinadas áreas.

Conteúdo:

Definições, terminologia e elaboração de bases de dados. Escalas de medidas e bases de dados disponíveis. Representação geográfica e mapeamento. Viéses e confundimento na epidemiologia espacial. Abordagem baysiana para ao mapa da doença. Agrupamentos, detecção de agrupamentos de eventos vitais e variação espacial do risco. Estudos ecológicos de correlação. Abordagens exploratórias e inferenciais. Modelos básicos.

Forma de Avaliação:

Os alunos serão avaliados por meio de: - seminários: apresentação oral de um artigo científico que utilize a metodologia de análise espacial (peso 1); -trabal

Observação:

Os pré-requisitos para cursar a disciplina são: ter cursado Bioestatística I e II (HEP 5732 e 5750), Epidemiologia I (HEP 5705) ou equivalente.

Bibliografia:

Lawson AB. Statistical Methods in Spatial Epidemiology. Sussex: John Wiley & Sons Ltd; 2006. 
Lawson AB. Bayesian Disease Mapping Hierarchical Modeling in Spatial Epidemiology. Boca Raton: Chapman & Hall/CRC; 2009. 
Elliott P, Wakefield JC, Best NG, Briggs DJ. Spatial Epidemiology Methods and Applications. New York: Oxford; 2000. 
Bailey TC, Gatrell AC. Interactive Spatial Data Analysis. Essex: Longman Group Limited; 1995.


e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP