O curso reflete analiticamente a literatura pós-pessoana produzida em Portugal entre os anos 1930 e 2000. Fundamenta-se, para tanto, na experiência do exílio, tomada não apenas como dado componente da biografia da maior parte dos autores estudados, mas, sobretudo, como figuração estética e perspectiva estruturante de suas obras. O exílio distingue ao mesmo tempo uma condição objetiva e uma marca discursiva desses autores.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP