Bacharelado em Relações Internacionais
Ajuda com Pesquisar cursos

Pretende-se abordar temas da História da América, do período nacional, no entrecruzamento dos campos da História e das Relações Internacionais. Propõe-se a tratar da constituição dos Estados-nação e a suas configurações territoriais, além de  conflitos e negociações internacionais que envolveram distintos países das Américas no século XIX. Preocupa-se igualmente com a política dos Estados Unidos em direção à América Latina e as respectivas respostas latino-americanas, radicais ou não, no século XX. Examinar-se-á, por fim, estereótipos e visões consolidadas  que marcaram a compreensão atual sobre a região. Para tal, serão privilegiadas as interconexões entre cultura, política e idéias, a fim de avaliarmos a complexidade e a pluralidade das experiências americanas.

Introduzir os conceitos, métodos e temas básicos da Teoria das Relações Internacionais, a partir dos autores clássicos até os novos temas contemporâneos.

Objetivos
O curso tem por objetivos discutir a inserção internacional do Brasil em perspectiva histórica
em seu curso recente.


Conteúdo
O curso está estruturado em três módulos, a cargo de uma professora do IRI e dois
professores visitantes:


1. O Brasil em um sistema internacional em transformação (Maria Hermínia Tavares de
Almeida)
2. O Brasil e a experiência de integração regional (Andrés Malamud)
3. O Brasil no mundo em perspectiva histórica (Leslie Bethell)


Desenvolvimento
O curso será desenvolvido por meio de aulas expositivas e seminários.
Formas de avaliação
Participação em seminário (40%), elaboração de trabalho final (60%).

Esta disciplina explora a relação entre a proteção dos direitos humanos e o desenvolvimento econômico. O curso utiliza a literatura recente sobre direitos humanos e economia política internacional para analisar como processos de democratização e desenvolvimento impactam a proteção dos direitos à integridade física. É comum partir-se do pressuposto segundo o qual o desenvolvimento econômico acarreta níveis mais altos de qualidade de vida, o que se traduz em níveis mais altos de proteção aos direitos humanos. Vários estudos empíricos recentes questionam este pressuposto e oferecem explicações para os efeitos não antecipados associados com a noção de desenvolvimento econômico. Esta disciplina explora algumas destas questões através do estudo do sistema de direitos humanos das Nações Unidas, suas instituições e jurisprudência relacionada à proteção dos direitos à integridade física (o direito à vida e a proibição da tortura). Ao final do curso os alunos estarão familiarizados com as instituições que integram o arcabouço institucional de proteção aos direitos humanos no nível internacional e o seu modus operandi. Os alunos terão um entendimento amplo do impacto que o desenvolvimento econômico e os processos de democratização têm sobre a proteção dos direitos humanos. Os alunos também conhecerão os argumentos utilizados para responder as perguntas que informam esta agenda de pesquisa:

- Quais as consequências de processos de democratização para a proteção dos direitos humanos?
- Quais as consequências do desenvolvimento econômico para a proteção dos direitos humanos?
A intenção do curso é oferecer aos alunos ingressantes no Bacharelado em Relações Internacionais uma introdução à Ciência Política, familiarizando-os com os conceitos fundamentais da disciplina, com ênfase naqueles utilizados em relações internacionais e política comparada.

Entendimento e crítica dos grandes sistemas de direito contemporâneo, culturas jurídicas e pluralismos; desenvolvimento e aplicação do método comparado na resolução de problemas jurídicos; identificação e abordagem dos principais temas de direito constitucional contemporâneo por meio de experiências comparadas locais e estrangeiras.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP