Ajuda com Pesquisar cursos

Governança global é tema essencial, senão a própria razão de ser, dos estudos das relações internacionais. As ênfases, ou os focos analíticos sobre governança, variaram de acordo com realidades vigentes do ponto de vista dos arranjos de ordenamento internacional. Derivaram desses contextos específicos os estudos sobre ordem oligopolizada, hegemonia, bipolaridade, unipolaridade etc.

No início do século XXI consolida-se a percepção, entre estudiosos e tomadores de decisão, de que a multipolarização do sistema internacional deixa de ser um cenário prospectivo e passa a ser uma realidade. Neste contexto torna-se inexorável o redirecionamento do foco analítico dos estudos sobre governança global para investigações sobre o papel dos regimes e organizações multilaterais, especialmente sob a ótica do papel das potências emergentes como atores chave desse novo formato de governança mundial.

Além da desconcentração de poder, a governança global enfrenta o desafio da amplificação vertiginosa dos temas que passam a ser regulados também no plano dos regimes e organizações multilaterais. Como resultado, ampliam-se as demandas para que os estudos de relações internacionais contemplem questões relacionadas à sobreposição de normas internacionais, à compatibilização entre as normas internacionais e as regulamentações domésticas, aos efeitos da interdependência temática (linked issues) na concepção e gestão de normas internacionais, aos desafios de processos decisórios multilaterais mais includentes etc.

Sem a pretensão de enfrentar todos os dilemas e desafios acima assinalados, esta disciplina tem por objetivo apresentar uma revisão sistemática sobre os estudos que vinculam governança global e regimes/instituições multilaterais. Trata-se de apresentar o estado da arte dos estudos sobre governança global, em suas diferentes linhagens teóricas e empíricas.

Objetivos

O curso tem por objetivos discutir a inserção internacional do Brasil em  perspectiva histórica em seu curso recente.

Conteúdo

O curso está estruturado em três módulos, a cargo de uma professora do IRI e dois professores visitantes:

  1. O Brasil em um sistema internacional em transformação (Maria Hermínia Tavares de Almeida)
  2. O Brasil e a experiência de integração regional (Andrés Malamud)
  3. O Brasil no mundo em perspectiva histórica (Leslie Bethell)

Desenvolvimento

O curso será desenvolvido por meio de aulas expositivas e seminários.

Formas de avaliação

Participação em seminário (40%), elaboração de trabalho final (60%).

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP