Artes Plásticas
Estudo dos caracteres do renascimento do manerismo, barroco e rococó através de exemplos de arquitetura, escultura e pintura na Itália e na Europa (século XV-XVIII). A formação didático-pedagógica do professor de artes visuais está contemplada nos conteúdos e práticas desta disciplina.
O curso se propõe a introduzir a estética e a história da arte como atividades fundamentalmente históricas. Deste modo, busca apresentar os fundamentos e problemas destas disciplinas e delinear os limites respectivos de cada uma, à luz das características históricas gerais de cada período estudado. Objetiva ainda introduzir o contato do estudante com os materiais de trabalho teóricos e empíricos desta área do conhecimento, a saber: conceitos e questões próprios aos distintos períodos históricos; autores e textos de referência principais e instrumentos de investigação básicos como monografias, tratados, manuais, enciclopédias, dicionários, interpretações marcantes, etc. Na medida em que o curso pretende suscitar, de um ângulo maior, práticas de contato críticas e reflexivas com relação às fontes da história da arte e aos objetos de estudo desta ciência, o objetivo, neste plano, será o de configurar a idéia de história da arte como um problema filosófico e histórico permanente, a ser enfrentado como um processo polêmico e plural de seleção de fontes, de elaboração de categorias e escolha de pontos de vista, inevitavelmente dotados de historicidade. Assim, o questionamento da noção de “clássico”, com papel decisivo na configuração da história da arte como disciplina, funcionará como um dos fios condutores do curso e exemplo paradigmático das transformações e diversificações, verificadas neste campo de saber. Deste modo, o curso partirá do processo histórico de construção do “paradigma clássico” como formação histórica, concomitante à constituição da “polis” grega e à construção do racionalismo ático, para, em seguida, problematizar a suposta intemporalidade desta noção, investigando a sua mutação e circulação como modelo de valor, em distintos períodos históricos. Trata-se, em síntese, de caracterizar a arte e a história da arte como processos irremediavelmente conflituosos e que se dão em inter-relação com outros modos da cultura. A formação didático-pedagógica do professor de artes visuais está contemplada nos conteúdos e práticas desta disciplina.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP