Adm Escolar e Economia da Educação
Ajuda com Pesquisar cursos
A disciplina busca propiciar aos alunos, na perspectiva da administração escolar, da coordenação pedagógica e da orientação educacional, conhecimentos e habilidades básicas a respeito das condições objetivas em que se realiza o trabalho na escola, visando à identificação de suas necessidades e a busca de formas de intervir na realidade. Neste sentido, tem como alvo a formação do educador escolar que esteja apto a coordenar o trabalho coletivo na escola de forma democrática envolvendo diversos segmentos escolares.

Propiciar ao licenciando condições para a compreensão e análise crítica das políticas educacionais, bem como da organização escolar e da legislação do ensino referentes à Educação Básica, como elementos de reflexão e intervenção na realidade educacional brasileira, numa perspectiva antropolítica.

Propiciar ao licenciando condições para a compreensão e análise crítica das políticas educacionais, bem como da organização escolar e da legislação do ensino referentes à Educação Básica, como elementos de reflexão e intervenção na realidade educacional brasileira, numa perspectiva antropolítica.
Discutir a relação entre Estado, democracia e direito à educação no Brasil, a partir dos anos trinta, com ênfase nas relações público-privado que permeiam as políticas educacionais.
Propiciar ao licenciando condições para a compreensão e análise crítica das políticas educacionais, bem como da organização escolar e da legislação do ensino referentes à Educação Básica, como elementos de reflexão e intervenção na realidade educacional brasileira.
Apresentar e discutir aspectos introdutórios de história e cultura afro-brasileira e indígena na forma de subsídios para a atuação futura dos pedagogos e pedagogas na implementação das leis 10.639/03 e 11.645/08, numa perspectiva de interculturalidade, combate ao racismo e reconhecimento de outras possibilidades de educação para além do modelo escolar ocidental.
Oferecer subsídios para a compreensão das políticas educacionais e de alguns dos fenômenos educativos a partir da ótica das relações de gênero, discutindo especialmente: como idéias sobre masculinidade e feminilidade interferem nessas políticas e práticas; como a variável sexo interfere nas estatísticas de desempenho escolar; quais as implicações da presença de mulheres e homens nos diferentes níveis escolares e carreiras.
Refletir sobre o conceito de gênero e sobre as relações entre a divisão sexual do trabalho e a educação, bem como discutir o processo de feminização do magistério e suas conseqüências sobre o trabalho e a identidade coletiva e individual docente.
Instrumentalizar os pós-graduandos com conhecimentos de mitologia comparada e recursos de mitohermenêutica para a investigação da relação pedagógica em suas dimensões latente, patente e iniciática, possibilitando uma abordagem antropo-filosófica, por intermédio da arte-educação, que se aproxime da constituição de uma Antropologia da Educação.
Este curso tem como finalidade propiciar ao aluno o conhecimento de novas perspectivas de estudo e de pesquisa sobre a cultura escolar, tendo como base a mudança paradigmática e as contribuições da Teoria da Complexidade.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP