Enf Materno-infantil e Saúde Pública
1. Analisar a partir da teoria do trabalho de Karl Marx a suficiência atual de seu paradigma na compreensão dos distintos formatos dos processos produtivos. 2. Discutir os paradigmas que têm permitido compreender os processos de trabalho em saúde em suas possibilidades tecnológicas de transformação no cotidiano dos serviços. 3. Conhecer a atual produção das teorias gerenciais como possibilidades de introduzir novos elementos analíticos.
1. Levar os alunos a conhecer o conceito e usos da Epidemiologia, o método epidemiológico e sua aplicação em estudos descritivos, fundamentados no estudo de variáveis relacionadas à pessoa, lugar e tempo, os indicadores de saúde e os fundamentos do processo saúde-doença, tendo por base o método epidemiológico. 2. Introduzir os fundamentos para a leitura crítica da literatura epidemiológica utilizando metodologia proposta por Duncan & Schimidt. 3. Aplicar os conteúdos teóricos da Disciplina durante o desenvolvimento do Módulo Prático de Leitura Crítica, esperando-se, ao final do curso, que os alunos estejam aptos a reconhecer e aplicar os pressupostos inerentes à Epidemiologia Descritiva.
1. Levar os alunos a conhecer o conceito e usos da Epidemiologia, o método epidemiológico e sua aplicação em estudos descritivos, fundamentados no estudo de variáveis relacionadas à pessoa, lugar e tempo, os indicadores de saúde e os fundamentos do processo saúde-doença, tendo por base o método epidemiológico. 2. Introduzir os fundamentos para a leitura crítica da literatura epidemiológica utilizando metodologia proposta por Duncan & Schimidt. 3. Aplicar os conteúdos teóricos da Disciplina durante o desenvolvimento do Módulo Prático de Leitura Crítica, esperando-se, ao final do curso, que os alunos estejam aptos a reconhecer e aplicar os pressupostos inerentes à Epidemiologia Descritiva.
A prática do aleitamento materno tem sido defendida e apoiada no mundo todo como a melhor forma de nutrição exclusiva para o bebê até o sexto mês de vida e complementar até o segundo ano de vida. Além de trazer benefícios nutricionais, o aleitamento materno favorece e intensifica o vínculo entre mãe e filho. Apesar de os benefícios e vantagens do aleitamento materno serem conhecidos e divulgados e ainda, do conhecimento técnico-científico acumulado pelos profissionais de saúde e no meio acadêmico, o desmame precoce é uma realidade que prevalece no Brasil. 
Pretendemos, nesta disciplina abordar o aleitamento materno de forma ampliada, considerando a amamentação como prática social, realizada pela mulher como um todo. Nesta perspectiva, o aleitamento materno abrange múltiplas dimensões, as quais são construídas cultural, social, histórica e afetivamente.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP