Botânica
Ajuda com Pesquisar cursos
Fornecer um panorama das possibilidades de explotação de recursos vegetais, com ênfase nos aspectos biológicos que podem contribuir para o aumento da produtividade e conservação do patrimônio genético das plantas.
Apresentar e discutir a produção e a aplicação dos metabólitos secundários vegetais sob perspectivas evolutivas, ecológicas e econômicas.
Apresentar um panorama amplo da diversidade de organismos fotossintetizantes com cloroflia a, fornecendo subsídios para o reconhecimento e caracterização morfológica dos principais grupos e de sua importância biológica e evolutiva, situando-os em contexto filogenético.
Analisar a diversidade nos grupos de plantas com sementes (espermatófitas). Explorar aspectos da evolução de caracteres morfológicos, químicos e biológicos. Consolidar a compreensão da sistemática de espermatófitas em um contexto filogenético, usando várias fontes de evidências (dos atributos morfológicos aos macro e micromoleculares). Fornecer meios para reconhecimento dos grupos desde os níveis hierárquicos mais inclusivos (e.g. Lygnophyta, Spermatophyta, Cycadophyta, Pinophyta, Magnoliophyta) até família em alguns clados (ênfase nas angiospermas).
Fornecer aos alunos uma abordagem moderna sobre o metabolismo vegetal, em especial os metabólitos secundários, sua diversidade e distribuição entre os vegetais, as vias metabólicas que conduzem à sua biossíntese, bem como mostrar dentro da área de recursos econômicos, a importância desses metabólitos nos vários setores da economia, principalmente o industrial.
Apresentar os princípios das técnicas de análise espectral e identificação de metabólitos secundários, fundamentais em estudos metabolômicos, bem como sua biossíntese e distribuição em espécies vegetais. Discutir a importância da relação integrada desses tópicos e potenciais aplicações dos produtos naturais.
Auxiliar os professores em formação a desenvolver seu conhecimento pedagógico de conteúdos de Botânica, por meio da interação com docentes especialistas no conhecimento disciplinar, bem como na área pedagógica (Ensino de Botânica). Refletir sobre os desafios e as possibilidades da abordagem de Botânica no Ensino Básico. Identificar a inserção de tal ciência nesse nível de Ensino. Estimular nos professores em formação a habilidade de elaborar, aplicar, avaliar e refletir sobre estratégias e recursos conceitualmente corretos e pedagogicamente adequados para tratar temas específicos da Botânica, como: sua relação com a sociedade, diversidade e evolução de diversos grupos de algas e plantas; princípios de sistemática filogenética aplicados à classificação das plantas, anatomia vegetal, fisiologia vegetal e biotecnologia.
Fornecer um panorama das possibilidades de explotação de recursos vegetais, com ênfase nos aspectos biológicos que podem contribuir para o aumento da produtividade e conservação do patrimônio genético das plantas.
1. Apresentar e discutir tópicos relacionados a estudos fitoquímicos: diversidade de metabólitos secundários em plantas; atividades biológicas das principais classes de metabólitos secundários; metodologias para análise de metabólitos secundários. 2. Diversificar e atualizar o conhecimento de pós-graduandos em áreas correlatas aos seus projetos de pesquisa. 3. Expor projetos de pesquisa (IC, MS e DR) para discussões e críticas abrangentes, mantendo um intercâmbio de informações entre os projetos desenvolvidos pelos pós-graduandos. 4. Oferecer um ambiente estimulante para treinamento em apresentação oral e debate científico, tanto dos projetos de pesquisa realizados pelos pós-graduandos, quanto de artigos publicados.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP