A disciplina desenvolve, por um lado, análises sobre a constituição de diferentes teorias que compõem o horizonte de reflexões atual do linguista e, por outro, insere essas análises em uma perspectiva historiográfica, com vistas a situá-las em específicos contextos de emergência e de difusão. As discussões sobre a constituição das teorias incluem as implicações metodológicas e descritivas de cada proposta, assim como seus princípios reguladores. As discussões que as situam historiograficamente enfatizam o papel de aspectos socio-históricos na configuração e no desenvolvimento do conhecimento sobre as línguas e a linguagem.

 


e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP