O desempenho empresarial e a competitividade dependem de lançar novos produtos melhor, mais barato e mais rápido que a concorrência. Essa realidade exige novos modelos de gestão integrada do processo de desenvolvimento de produtos e processos. Por outro lado, empresas nascentes de alta tecnologia - startups – competem em ciclos curtos e formam um novo ecossistema competitivo que influencia o espírito empreendedor e novas maneiras de fazer negócio nas outras empresas. A disciplina contextualiza esse estado atual da competitividade e discute a adoção do modelo lean no desenvolvimento de produtos e processos, estratégico e funcionalmente integrado, sistêmico, de ciclo rápido, discutindo sua aplicação para empresas de todo tamanho e natureza, incluindo as startups.
O curso objetiva analisar e discutir o mundo do trabalho atual, aspectos teóricos e práticos da gestão da força de trabalho e das relações de trabalho relacionando-os com as questões sociais e organizacionais no contexto das transformações ocorridas nas sociedades contemporâneas. O mesmo esforço será empreendido para o caso particular do Brasil. Proporcionar capacidades e habilidades para que o participante possa pesquisar e avaliar as transformações do trabalho no contexto contemporâneo considerando as novas formas organizacionais, a flexibilidade e o empreendedorismo.
Essa disciplina é de natureza aplicada (prática). Ela objetiva estudar e aplicar o conceito de inovação de modelo de negócio por meio de um método estruturado, denominado Jornada da Inovação de Modelo de Negócio. Esse método é utilizado para o desenho de modelos de negócios inovadores em empresas estabelecidas e em empresas nascentes inovadoras (startups). Assim, a disciplina se propõe a fornecer referencial conceitual e ferramental para o projeto de uma empresa nascente inovadora (startup) ou para o projeto associado a iniciativa de corporate venture (ou startup interna) em empresas estabelecidas. Para tanto, os conceitos e técnicas serão utilizados nas principais etapas do desenho do modelo de negócio: (1) identificação e validação de oportunidades; (2) desenvolvimento e validação da solução; (3) desenvolvimento e validação do modelo de negócio. Com isso, pretende-se também integrar os conceitos abordados em outras disciplinas relacionadas à inovação, ao empreendedorismo e à estratégia.
• Introduzir o referencial teórico-conceitual do Empreendedorismo Social no contexto do Desenvolvimento Sustentável • Analisar as condições e características da emergência dos negócios socioambientais suas potencialidades e limitações • Identificar os desafios de gestão dos empreendimentos com finalidades sociais e ambientais e as possibilidades de aplicação dos conhecimentos, métodos e técnicas consagrados na Administração de Organizações. • Analisar os principais processos de gestão dos empreendimentos sociais: liderança, comunicação, estratégia, mensuração de resultados e impacto social e econômico
A disciplina tem como objetivo apresentar e aplicar técnicas de análise de dados a bancos de dados reais oriundos de pesquisas científicas e de contextos organizacionais. A disciplina inclui técnicas de análise descritiva e inferencial, que permitem o tratamento de dados amostrais para pequenas e grandes amostras.

A disciplina tem por objetivo discutir o processo gerencial de marketing sob as perspectivas estratégica e operacional, focando questões pertinentes às estratégias de crescimento e estratégias competitivas, especialmente para novos empreendimentos, buscando proporcionar visão integrada das diferentes camadas que compõem o sistema hierárquico de decisões de marketing de uma organização.  

                                                                      Venture Capital: modalidade de investimento que dá suporte as startups

Essa disciplina tem como objetivo apresentar o ciclo do financiamento do capital de risco, importante fonte de recursos para viabilizar a expansão da startup, iniciando pelo investimento anjo, equity crowdfunding e venture capital. A disciplina aborda o conhecimento científico a partir de artigos acadêmicos publicados no exterior e no Brasil para viabilizar a formação de conhecimento baseado em dados empíricos e metodologias robustas capacitando empreendedores e investidores a ter domínio do processo de financiamento de capital de risco.

Imagem Investidor AnjoEsse curso tem como principal objetivo fornecer os conceitos e ferramentas para a tomada de decisão do investidor anjo na alocação de seus recursos de forma a entender os riscos e potencialidade de retorno das startups.

O Laboratório de Empreendedorismo e Inovação (LEI) é uma disciplina aplicada, que adota uma abordagem do tipo project-based learning (aprendizagem baseada em projeto).
O objetivo da disciplina é estudar a inovação de modelo de negócio por meio da utilização de um processo decisório estruturado (denominado “jornada da inovação de modelo de negócio”) que é aplicado ao desenho do modelo de negócio.
A entrega final consiste em um projeto que aborda o desenho de modelos de negócios inovadores para: (1) empresas estabelecidas; e/ou (2) empresas nascentes inovadoras (startups).