1) Problematizar abordagens sobre as políticas de formação de coleções museológicas, sua história e natureza; 2) Apresentar as principais linhas teórico-metodológicas contemporâneas utilizadas na interpretação de processos museológicos e suas implicações sociais, econômicas e políticas; 3) Evidenciar o caráter interdisciplinar dos estudos voltados à temática da disciplina, observando eixos de convergência entre a Museologia e áreas afins.
a) Analisar as relações existentes entre museu, história e nação que orientaram a formação e a consolidação de diferentes instituições museológicas na América Latina, com especial ênfase aos contextos brasileiro, mexicano, colombiano e equatoriano; b) Discutir os conceitos de museu, memória e identidade nacional como molas propulsoras da criação de instituições museais durante o século XIX; c) Refletir sobre o conceito de identidade cultural nos museus como objeto de conhecimento d) Conhecer as diferentes abordagens da memória e seus diferentes usos no campo da museologia.
Apresentar as técnicas instrumentais de análise utilizadas na caracterização dos diversos materiais que constituem os objetos de arte, arqueológicos e do patrimônio cultural. Descrever os princípios de aplicações da metodologia e instrumentação a serem utilizadas nas diversas análises, assim como suas vantagens, desvantagens e limitações. Evidenciar os métodos de análise não destrutivos ou micro destrutivos. Realizar atividades experimentais envolvendo equipamentos portáteis e em laboratório. Pretende-se que o aluno seja orientado, durante este curso, de tal forma a levantar os questionamentos sobre o objeto em estudo bem como elaborar hipóteses sobre a escolha dos métodos e técnicas mais eficientes na procura de sua resposta.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP