Enfermagem Médico-cirúrgica
OBJETIVO GERAL DO MÓDULO Planejar, executar e avaliar a assistência de enfermagem ao adulto e idoso, com enfermidades clinicas e cirúrgicas, crônicas, prevalentes no estado de São Paulo, tendo por base os diagnósticos de enfermagem, os preceitos ético-legais e a prática baseada em evidências. IMPORTÂNCIA DESTE PROGRAMA DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO, NESTE MOMENTO DO CURSO. O enfermeiro atua na atenção especializada no Sistema Único de Saúde. Para atuar nesse cenário de prática, com base no perfil do egresso definido para o Bacharelado de Enfermagem da EEUSP, a formação do enfermeiro requer a aprendizagem de um conjunto de saberes específicos voltada para a resolubilidade de problemas de saúde do adulto e do idoso, em tratamento clínico e cirúrgico, segundo as especificidades dos sujeitos e os perfis epidemiológicos. O desenvolvimento deste programa depende dos conteúdos desenvolvidos nos programas que o precedem e é propedêutico para o Ciclo da Prática Profissional. SITUAÇÕES NOS QUAIS SE FARÁ USO INTEGRADO DOS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS NO PROGRAMA Exposição intencional, planejada e supervisionada do estudante a situações clínicas e cirúrgicas simuladas e reais nos cenários da atenção especializada como oportunidade para sintetizar e aplicar conhecimentos, desenvolver habilidades e atitudes pertinentes ao cuidado integral do adulto e idoso com doença crônica, com base na análise crítica do contexto envolvido. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROGRAMA X LÓGICA DOS CONTEÚDOS: Referentes à ação docente: a) Discorrer sobre a inserção da atenção especializada e do papel do enfermeiro no contexto do SUS. b) Discorrer sobre os mecanismos, as manifestações e tratamentos das enfermidades e agravos prevalentes no Estado de São Paulo; c) Estabelecer as bases teóricas e conceituais para a elaboração de diagnósticos de enfermagem acurados que norteiem o cuidado ao adulto e idoso com problemas crônicos de saúde; d) Estimular a utilização dos princípios da Teoria das Necessidades Humanas Básicas e da Teoria do Déficit de Autocuidado no cuidado do adulto e idoso; e) Promover a articulação de teorias, modelos e construtos teóricos da enfermagem e da saúde aos diagnósticos, intervenções e resultados de enfermagem; f) Estimular o desenvolvimento de operações de pensamento próprias ao raciocínio diagnóstico e terapêutico; g) Explicitar os princípios e as ferramentas da prática baseada em evidências como suporte da prática assistencial; h) Instrumentalizar os estudantes para as intervenções de enfermagem no contexto da Atenção Especializada visando alcançar as melhores condições possíveis de saúde e bem estar, i) Instrumentalizar os estudantes para a avaliação dos resultados das intervenções de Enfermagem j) Estimular a aplicação dos princípios de biossegurança na prática assistencial; k) Discorrer sobre a terapêutica medicamentosa farmacológica visando à segurança do usuário, do profissional e do ambiente e a otimização dos resultados do tratamento; l) Estimular o estudante para a aplicação de ações educativas a pessoas e grupos visando a adoção de atitudes e comportamentos de vida saudáveis, numa perspectiva de diálogo, corresponsabilidade e respeito aos valores e direitos; m) Discutir os mecanismos e as manifestações do processo de morrer no âmbito da atenção especializada; n) Instrumentalizar o estudante para o cuidado da pessoa e da família no processo de morrer; o) Estimular atitudes de respeito, empatia, tolerância e justiça nas relações interpessoais com usuários, familiares e profissionais; p) Estimular atitudes e comportamentos de reflexão e aperfeiçoamento contínuos, visando uma prática eficiente, segura e ética; q) Promover reflexões sobre as possibilidades e limites de atuação do enfermeiro, considerando conhecimento, experiência e atribuições éticas e legais. r) Direcionar o estudante para o desenvolvimento de atitudes e comportamentos voltados para a manutenção da melhor imagem profissional Referente à ação discente: a) Analisar a inserção da atenção especializada e do papel do enfermeiro no contexto do Sistema Único de Saúde; b) Descrever os mecanismos, as manifestações e tratamentos das enfermidades e agravos mais prevalentes no Estado de São Paulo; c) Estabelecer diagnósticos de enfermagem acurados que norteiem o cuidado ao adulto e idoso com problemas crônicos de saúde; d) Aplicar os princípios da Teoria das Necessidades Humanas Básicas e da Teoria do Déficit de Autocuidado no cuidado do adulto e idoso; e) Articular teorias, modelos e construtos teóricos da enfermagem e da saúde aos diagnósticos, intervenções e resultados de enfermagem; f) Desenvolver operações de pensamento próprias ao raciocínio diagnóstico e terapêutico; g) Identificar os princípios e ferramentas da prática baseada em evidências como suporte da prática assistencial; h) Propor e realizar intervenções de enfermagem visando alcançar as melhores condições possíveis de saúde e bem estar, i) Avaliar os resultados das intervenções de Enfermagem j) Aplicar os princípios de biossegurança na prática assistencial; k) Participar da terapêutica medicamentosa visando a segurança do usuário, do profissional e do ambiente e a otimização dos resultados do tratamento; l) Realizar ações educativas ao adulto e ao idoso visando a adoção de atitudes e comportamentos de vida saudáveis, numa perspectiva de diálogo, corresponsabilidade e respeito aos valores e direitos; m) Discutir os mecanismos e as manifestações do processo de morrer no âmbito da atenção especializada; n) Cuidar da pessoa e família no processo de morrer; o) Demonstrar respeito, empatia, tolerância e justiça nas relações interpessoais com usuários, familiares e profissionais; p) Demonstrar atitude e comportamentos de reflexão e aperfeiçoamento contínuos, visando uma prática eficiente, segura e ética; q) Identificar possibilidades e limites de atuação do enfermeiro, considerando conhecimento, experiência e atribuições éticas e legais; r) Demonstrar comportamentos relacionados à manutenção da melhor imagem profissional.
Que ao final da disciplina o aluno seja capaz de: • Classificar e identificar as variáveis de estudo. • Utilizar as técnicas da estatística descritiva para análise dos dados. • Utilizar as medidas de associação para análise de variáveis qualitativas • Escolher o processo de amostragem adequado para seus estudos • Interpretar o resultado do teste de hipótese
• Compreender, de modo geral, a visão de ciência moderna e pós-moderna e a sua influência no ensino superior • Compreender e analisar a prática pedagógica universitária contemporânea • Refletir sobre a prática pedagógica no ensino superior e no ensino de enfermagem • Apreender a concepção de pensamento crítico e reflexivo na formação superior • Compreender a construção do projeto político-pedagógico de cursos • Aplicar estratégias de ensinagem • Analisar o ensino superior de Enfermagem e de outros cursos nos aspectos legais, pedagógicos e a formação para o cuidar. • Compreender o processo de avaliação/acompanhamento da aprendizagem • Discutir os modelos de investigação relativos ao ensino superior de enfermagem e à prática pedagógica. • Vivenciar e desenvolver habilidades de trabalho colaborativo e em equipe, de estabelecimento de vínculos, interação e de avaliação processual pessoal e do grupo.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP