Botânica
Ajuda com Pesquisar cursos
Fornecer aos alunos noções de técnicas de obtenção e análise de substâncias do metabolismo secundário de plantas tradicionalmente usadas como medicinais, ou com potencial aplicação. Propiciar o desenvolvimento de habilidades, através de treinamento em sala de aula e laboratório, na condução de análise quanti e qualitativas desses metabólitos vegetais.
Fornecer ao aluno um panorama amplo dos conceitos e métodos fundamentais em Biogeografia, com ênfase nas principais escolas de Biogeografia Histórica (seus princípios e métodos) e no conhecimento atual da história da Vegetação Neotropical, com estudos de caso. Analisar os principais padrões de distribuição geográfica de plantas vasculares, com ênfase em grupos neotropicais, explorando os fatores espaciais e históricos que os determinam, sobretudo à luz de filogenias.
Apresentar um panorama amplo da diversidade de organismos fotossintetizantes com cloroflia a, fornecendo subsídios para o reconhecimento e caracterização morfológica dos principais grupos e de sua importância biológica e evolutiva, situando-os em contexto filogenético.
Proporcionar aos alunos o contato com aspectos bioquímicos das interações entre plantas e herbívoros. Discutir a importância dessas relações em culturas de importância econômica.
Fornecer aos alunos uma abordagem moderna sobre o metabolismo vegetal, em especial os metabólitos secundários, sua diversidade e distribuição entre os vegetais, as vias metabólicas que conduzem à sua biossíntese, bem como mostrar dentro da área de recursos econômicos, a importância desses metabólitos nos vários setores da economia, principalmente o industrial.
Fornecer um panorama das possibilidades de explotação de recursos vegetais, com ênfase nos aspectos biológicos que podem contribuir para o aumento da produtividade e conservação do patrimônio genético das plantas.
Analisar a diversidade nos grupos de plantas com sementes (espermatófitas). Explorar aspectos da evolução de caracteres morfológicos, químicos e biológicos. Consolidar a compreensão da sistemática de espermatófitas em um contexto filogenético, usando várias fontes de evidências (dos atributos morfológicos aos macro e micromoleculares). Fornecer meios para reconhecimento dos grupos desde os níveis hierárquicos mais inclusivos (e.g. Lygnophyta, Spermatophyta, Cycadophyta, Pinophyta, Magnoliophyta) até família em alguns clados (ênfase nas angiospermas).

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP