Dicionário de Epidemiologia, Saúde Pública e Zoonoses


Dicionário de Epidemiologia, Saúde Pública e Zoonoses, com as definições dos principais termos utilizados em epidemiologia, saúde pública, saúde animal e zoonoses.

Navegar usando este índice

Especial | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

Página: (Anterior)   1  ...  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  ...  17  (Próximo)
  Todos

I

Infestação

Desenvolvimento, reprodução e alojamento de macroparasitas na superfície do corpo, vestes ou moradias de seres humanos ou animais.

fonte: Sociedade Brasileira de Parasitologia - http://www.parasitologia.org.br


Isolamento de Microorganismos

Está incluso nos métodos de diagnóstico direto, consiste na separação de estirpes microbinanas específicas a partir de populações mistas. É feito normalmente em meio sólidos por espalhamento, ou em meios com nutrientes específicos (meios seletivos). Pode ser seguido de cultura do agente.


Fonte


J

Janela imunológica

Intervalo entre o início da infecção e a possibilidade de detecção de anticorpos através de técnicas laboratoriais.

Referência bibliográfica: <http://portalcodgdh.min-saude.pt/index.php/Janela_imunol%C3%B3gica>


L

Leptospiremia

Fase da doença em que as bactérias Leptospira spp multiplicam-se ativamente nos diferentes órgãos parenquimatosos, sangue, linfa e líquor, caracterizando o quadro agudo da doença.

Fonte: https://www.unicruz.edu.br/seminario/artigos/saude/LEPTOSPIROSE%20EM%20C%C3%83ES%20-%20UMA%20REVIS%C3%83O%20BIBLIOGRAFICA.pdf


Leptospirúria

Fase da Leptospirose em que as bactérias (Leptospira spp) podem permanecer nos túbulos contornados renais, e serem eliminadas pela urina, de forma intermitente. Essa eliminação renal do microrganismo ocorre desde 72 horas após a infecção até semanas a meses nos animais domésticos e por toda vida nos roedores.

Fonte: https://www.unicruz.edu.br/seminario/artigos/saude/LEPTOSPIROSE%20EM%20C%C3%83ES%20-%20UMA%20REVIS%C3%83O%20BIBLIOGRAFICA.pdf


Letalidade

É um indicador que mede a proporção de óbitos que ocorre no total de casos de uma doença ou agravo à saúde.

Fonte:<http://www.uff.br/e-pid/letalidade.htm>

Acessado em: 28 de setembro de 2016


Limiar de transmissão

Ocorre quando a taxa reprodutiva básica Ro de um parasita é igual 1. Abaixo deste limiar a doença é incapaz de se manter na população. Para parasitas de transmissão direta há um limiar de transmissão para o tamanho da população hospedeira.


http://www.abpbrasil.org.br/departamentos/coordenadores/coordenador/noticias/imagens/glossario_de_epidemiologia.pdf


LPS

O LPS é o principal componente da membrana externa de bactérias gram-negativas e conhecido como importante ativador da resposta imunológica, é conhecido também como endotoxina. É considerado o principal fator responsável pelas manifestações tóxicas de infecções por bactérias gram-negativas bem como por inflamação sistêmica.

Rietschel et al. Bacterial endotoxin: molecular relationships of structure to activity and function. 1994.


M

Medida da incidência

A incidência mede o número de casos novos de uma doença, episódios ou eventos na população dentro de um período definido de tempo (dia, semana, mês, ano). É um dos melhores indicadores para avaliar se uma condição está diminuindo, aumentando ou permanecendo estável, pois indica o número de pessoas da população que passou de um estado de não-doente para doente.


Referência: Menezes, A. M. (2001). Noções básicas de epidemiologia. Silva LCC, Menezes AMB, organizadores. Epidemiologia das doenças respiratórias. Rio de Janeiro: Revinter, 1-25.

Metazoonose

O agente necessita passar por hospedeiro invertebrado para que o seu ciclo se complete, como ocorre na Febre Amarela, por exemplo.

Fonte: http://wp.ufpel.edu.br/ccz/apresentacao-2/o-que-sao-zoonoses/ acesso em 23/10/2016



Página: (Anterior)   1  ...  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  ...  17  (Próximo)
  Todos