Med Vet Preventiva e Saúde Animal
Ajuda com Pesquisar cursos
Capacitar médicos veterinários para que utilizem e desenvolvam métodos científicos para avaliação de bem-estar animal. Promover boas práticas para melhorar o bem-estar dos animais. Melhorar a qualidade, produtividade e sustentabilidade das interações homem animal.

Conduzir avaliação científica de bem-estar animal é competência necessária para médicos veterinários , zootecnistas, biólogos, agrônomos e de outras profissões que de forma direta ou indireta interagem com animais. A utilização de boas práticas de bem-estar animal é de extrema importância para a sustentabilidade e produtividade da produção animal. A qualidade da produção científica também depende de boas práticas com os animais utilizados em experimentação. A crescente presença de animais de companhia, trabalho, esporte e lazer dividindo o ambiente humano, exige um conhecimento mais aprofundado sobre o bem-estar dos mesmos. As ações humanas tem consequências significativas para o ecossistema, reduzindo biodiversidade, e em casos mais extremos tornando impossível a sobrevivência dos animais em ambiente natural. A incorporação de medidas para mensurar e promover o bem-estar dos animais em programas de conservação é de extrema importância.


Oferecer aos graduandos a oportunidade de aprimorar os conhecimentos referentes à ciência do leite visando a fundamentação teórica para a realização da Inspeção
Modelar a ocorrência de doenças transmissíveis em populações animais a partir da compreensão da sua história natural.
Dar subsídios para a inserção do Médico Veterinário no contexto da segurança alimentar Conhecer e discutir a relação entre a tríade alimento-agente-homem que fundamenta o controle das doenças transmitidas por alimentos de origem animal Discutir as aplicações e limitações das análises laboratoriais de rotina dos alimentos de origem animal.
Espera-se que os alunos sejam capazes de:- formular problemas que envolvam análise estatística em Medicina Veterinária, em termos de hipóteses estatísticas a serem testadas;- identificar as variáveis de origem biológica envolvidas, se quantitativas ou qualitativas;- analisar saídas de programas de análise estatística, para responder à pergunta inicial formulada no teste de hipóteses;- avaliar qual o teste estatístico mais adequado para a análise dos dados de um determinado problema.
Reconhecer e identificar os aspectos que fundamentam a aquicultura e a sanidade aquicola, com uso racional dos recursos naturais, sustentabilidade e proteção do meio ambiente. Reconhecer a estrutura anatômica e fisiológica de peixes. Enumerar os principais agentes causadores de doenças de importância econômica e de zoonoses, e as respectivas medidas de controle. Identificar os princípios da vigilância epidemiológica na aquicultura brasileira
Capacitar o aluno a utilizar sistemas de informações georreferenciadas (SIG) no controle e vigilância epidemiológica de enfermidades e promoção da saúde dos animais.
Em relação às zoonoses ministradas, o aluno deverá ser capaz de: Construir as cadeias epidemiológicas Discriminar os mecanismos de transmissão nas populações animais e destas para a humana. Propor medidas de prevenção e controle Avaliar o andamento das intervenções

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP