Dicionário de Epidemiologia, Saúde Pública e Zoonoses


Dicionário de Epidemiologia, Saúde Pública e Zoonoses, com as definições dos principais termos utilizados em epidemiologia, saúde pública, saúde animal e zoonoses.

Navegar usando este índice

Especial | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

Página:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  17  (Próximo)
  Todos

A

Amastigota

Forma evolutiva do parasita do gênero Leishmania que é intracelular e sem movimento, apresenta corpo ovóide ou esférico, têm flagelo interno e mede entre 2,1 e 3,2 µm.

Entry link: Amastigota

Anfixenose

É uma doença que pode  circular indiferentemente entre humanos e animais, ou seja,  tanto os animais como os humanos funcionam como hospedeiros do agente.


http://www.parasitologia.org.br/estudos_glossario_H.php

Entry link: Anfixenose

ANIMAIS SINANTRÓPICOS

Animais sinantrópicos são aqueles que se adaptaram a viver junto ao homem, a despeito da vontade deste. Diferem dos animais domésticos, os quais o homem cria e cuida com as finalidades de companhia (cães, gatos, pássaros, entre outros), produção de alimentos ou transporte (galinha, boi, cavalo, porcos, entre outros).

Dentre os animais sinantrópicos, existem aqueles que podem transmitir doenças, causar agravos à saúde do homem ou de outros animais, e que estão presentes na nossa cidade.

Fonte: <http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/controle_de_zoonoses/animais_sinantropicos/index.php?p=4378>

Acessado em: 12 de Agosto de 2016


Entry link: ANIMAIS SINANTRÓPICOS

Animais sinantrópicos

São aqueles que se adaptaram a viver junto ao homem, se estabelecendo e usufruindo das condições criadas por eles, independente da vontade do homem, obtendo vantagens em relação ao acesso a abrigo, água e alimento. São exemplos de animais sinantrópicos o rato, os pombos, baratas e mosquitos.


Entry link: Animais sinantrópicos

Anticorpo

É uma glicoproteína produzida pelo sistema imune de um organismo, em reação à entrada de alguma substância estranha ao corpo (antígeno). Têm a função de reconhecer, neutralizar e marcar os antígenos para que sejam fagocitados ou eliminados. Sua produção pode ser induzida pela aplicação de vacinas.

Referência: Abbas AK, Lichtman AH, Pillai S, eds. Imunologia Celular e Molecular. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.


Entry link: Anticorpo

Antigenicidade

 É a capacidade do agente etiológico em induzir no hospedeiro a formação de anticorpos, ou seja, produz resposta imunológica.


http://www.fmvz.unesp.br/paulodomingues/graduacao/aula2-texto.pdf

Entry link: Antigenicidade

Antígeno

É qualquer substância que estimula o organismo a iniciar uma resposta imune. Essa substância não é reconhecida pelo corpo, que iniciará uma luta contra ela.  O antígeno pode ser moléculas de fungos, vírus, bactérias, ou ainda de outros componentes, como alimentos, pólen e células de outros organismos. Também pode ter origem em células do próprio organismo.


Fonte: <https://medlineplus.gov/ency/article/002224.htm>

Acessado em: 05 de dezembro de 2016.

Entry link: Antígeno

Antroponose

Doença exclusivamente humana.

Fonte: <http://www.portaleducacao.com.br/farmacia/artigos/9827/definicoes-em-parasitologia>

Acessado em: 28 de setembro de 2016

Entry link: Antroponose

Antropozoonose

Doença primária de animais e que pode ser transmitida aos humanos.

Fonte: <http://www.parasitologia.org.br/estudos_glossario_A.php>

Acessado em: 28 de setembro de 2016

Entry link: Antropozoonose

Arbovírus

São vírus que são transmitidos por vetores artrópodes hematófagos.

Entry link: Arbovírus


Página:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  17  (Próximo)
  Todos


e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP