A Revolução Industrial na Inglaterra representou um marco do amadurecimento do sistema capitalista. Em primeiro lugar, analisa-se como a industrialização inglesa condicionou o desenvolvimento da indústria noutros países e o próprio funcionamento das trocas internacionais. Em segundo lugar, focalizando as mudanças da economia mundial, examinam-se as novas formas de comercialização e produção, além da concentração do capital, que assinalam uma fase distinta do capitalismo ao final do século XIX e início do XX. Este processo culminou com a ascensão de novas potencias: EUA, Alemanha e URSS. Em terceiro lugar, examinam-se as transformações do sistema ocorridas no período entre guerras, em especial após crise de 1929, que produziram o encerramento de uma etapa de sua evolução. Em quarto lugar, analisa-se o crescimento econômico depois da Segunda Guerra Mundial, apontando alguns aspectos da crise de 1973 e do marasmo subseqüente. Por fim, discute-se a recuperação da economia mundial ao final do século XX e suas características.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP