Jornalismo e Editoração
Os alunos deverão produzir programas experimentando diferentes formatos do radiojornalismo. A disciplina tem como objetivo fornecer ao aluno a oportunidade de produzir programas que possam ser veiculados visando a desenvolver maior conhecimento e domínio das especificidades do meio radiofônico como divulgador de notícias.
A disciplina tem como finalidade estudar e avaliar as manifestações jornalísticas no rádio, preparando os alunos para a utilização das técnicas de elaboração de programas jornalísticos, desenvolvendo o conhecimento das potencialidades do meio, aliado ao estudo crítico do jornalismo praticado no rádio atual.
Este curso proporciona ao aluno um contato com as ferramentas específicas do jornalismo esportivo, como forma de estimulá-lo para a compreensão e análise do esporte como um setor fundamental para a cobertura jornalística nos meios de comunicação de massa.
Os fundamentos da Teoria da Reportagem I se situam no âmbito do Jornalismo enquanto produção simbólica da Atualidade. Remetem-se às seguintes vertentes: · Aprofundamento intuitivo-sintético pela via da sensibilização e subjetivação do real imediato, através dos contatos dialógicos com os protagonistas das situações sociais contemporâneos e com as próprias situações coletivas; · Aprofundamento lógico-analítico ao mobilizar a racionalidade sistematizadora perante as idéias e conceitos em jogo no fato jornalístico, a fim de delinear diagnósticos e prognósticos; · Aprofundamento motor-operacional pela via da reportagem e suas estratégias de trabalho de campo, intervenção do observador, do redator e do editor. A grande reportagem, enquanto prática e enquanto teoria, se fundamenta, pois, numa ação, num esforço analítico e numa sensibilidade criativa. 1. Sensibilizar no produtor de sentidos da atualidade para a leitura cultural, profunda e sutil, das situações imediatas que comparecem à pauta jornalística. 2. Estimular a racionalidade analítica no sentido da competência sistematizadora das informações e sobretudo no sentido da capacidade de armar os nexos de tempo e espaço do fato jornalístico. 3. Desenvolver estratégias de reportagem tanto no domínio da observação e observação participante, quanto no domínio das formas de pesquisa dos antecedentes da pauta, quanto no Domínio das formas dialógicas com os protagonistas da ação social. 4. Motivar uma oficina permanente de construção de estilo capaz de dar conta do relato humanizado da atualidade.
Proporcionar um aprofundamento no estudo e na compreensão do jornalismo, enquanto discurso com características particulares; conceituar e discutir os gêneros desse discurso, a partir de uma visão pragmática; exercitar técnicas de estruturação das várias espécies de textos jornalísticos.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP