Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional
Ajuda com Pesquisar cursos

1.       Apresentar e discutir as concepções de atividade e cotidiano, que formam uma das bases conceituais da terapia ocupacional em uma perspectiva crítica: atividade e vida ativa em Hannah Arendt e cotidiano, em Agnes Heller, Henri Lefebvre

 2.       Terapia Ocupacional e a pesquisa nos/dos/com os cotidianos: a construção de uma perspectiva crítica e emancipatória.

 3.       Apresentar e discutir os conceitos de cidadania, acesso a direitos e participação social no campo da Terapia Ocupacional e suas implicações para as ações profissionais;

 4.       Discutir sobre a ação técnica, ética, estética e política, a partir de uma perspectiva crítica para a terapia ocupacional, fundada no diálogo com as necessidades sociais e de saúde das populações a que se destinam suas práticas profissionais.

- Analisar a mecânica e fisiologia dos complexos articulares de membros inferiores, superiores e coluna vertebral - Abordar e discutir os fatores fundamentais e determinantes da mecânica normal do movimento humano - Abordar e discutir as propriedades mecânicas dos tecidos biológicos - Estabelecer relações entre a presença e ausência de adequados estímulos mecânicos externos e as respostas dos tecidos biológicos - Discutir as bases mecânicas dos métodos de avaliação dos segmentos articulares e estabelecer relações com a biomecânica do movimento e postura humana - Oportunizar condições para o aluno prosseguir no estudo e investigação científica do movimento e postura humana
Partindo de uma visão global da importância do corpo e dos movimentos para os seres humanos na época atual, estudaremos: diferentes conceitos de movimento e seus aspectos funcionais aplicados à atuação em Terapia Ocupacional; as características anatomo-fisiológicas específicas do movimento humano e suas bases biomecânicas e neurológicas.
- Aprofundar e praticar os procedimentos de avaliação e tratamento fisioterapêuticos na área de reumatologia - Desenvolver habilidades de avaliação, interpretação e elaboração de diagnóstico fisioterapêutico. - Estabelecer objetivos e condutas práticas levando em conta aspectos sociais, culturais e emocionais do paciente.
Abordar o histórico da Fisioterapia no Brasil e no mundo. Destacar o campo de atuação e entidades de classe da Fisioterapia. Discutir a fisioterapia nas diferentes áreas de atuação. Estabelecer relações entre as grades curriculares do curso com as diretrizes curriculares. Abordar as bases de dados científicas e leitura critica de artigos
1. Possibilitar que os alunos estudem a constituição histórica das políticas de saúde no Brasil como parte das políticas sociais 2. Possibilitar que os alunos reflitam sobre a criação de serviços de assistência em saúde mental, saúde da pessoa portadora de deficiência e do idoso entre outros como resultado do desenvolvimento das políticas sociais e de saúde, em particular no sistema público 3. Estudar, especialmente, a proposta de constituição de Sistema Único de Saúde e seus desdobramentos no campo da assistência às populações tradicionalmente atendidas em terapia ocupacional 4. Estudar as principais características do quadro sanitário brasileiro nos anos 80 e 90 como forma de reconhecer as principais problemáticas de saúde a que os serviços são chamados a responder Conhecer os direitos sociais das pessoas portadoras de deficiências, idosos e pessoas com sofrimento psíquico.

e-Disciplinas - Ambiente de apoio às disciplinas da USP