Dicionário de Epidemiologia, Saúde Pública e Zoonoses


Dicionário de Epidemiologia, Saúde Pública e Zoonoses, com as definições dos principais termos utilizados em epidemiologia, saúde pública, saúde animal e zoonoses.

Navegar usando este índice

Especial | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

M

Medida da incidência

A incidência mede o número de casos novos de uma doença, episódios ou eventos na população dentro de um período definido de tempo (dia, semana, mês, ano). É um dos melhores indicadores para avaliar se uma condição está diminuindo, aumentando ou permanecendo estável, pois indica o número de pessoas da população que passou de um estado de não-doente para doente.


Referência: Menezes, A. M. (2001). Noções básicas de epidemiologia. Silva LCC, Menezes AMB, organizadores. Epidemiologia das doenças respiratórias. Rio de Janeiro: Revinter, 1-25.

Metazoonose

O agente necessita passar por hospedeiro invertebrado para que o seu ciclo se complete, como ocorre na Febre Amarela, por exemplo.

Fonte: http://wp.ufpel.edu.br/ccz/apresentacao-2/o-que-sao-zoonoses/ acesso em 23/10/2016


Morbidade

É uma variável característica das comunidades de seres vivos, refere-se ao conjunto dos indivíduos que adquirem doenças (ou determinadas doenças) num dado intervalo de tempo em uma determinada população. A morbidade mostra o comportamento das doenças e dos agravos à saúde na população.

Fonte: http://www.cvs.saude.sp.gov.br/pdf/epid_visa.pdf . Acesso em: 11 de agosto de 2016.


Mortalidade

Taxa de mortalidade: Mortes per capita numa população. A taxa de mortalidade é a recíproca da expectativa de vida de uma população.

Tipo I: Padrão de mortalidade no qual os membros de uma população supostamente vivem por um tempo igual às suas expectativa de vida. Comum nos mamíferos superiores e humanos.

Tipo II: Padrão de mortalidade no qual os membros de uma população supostamente morrem à uma taxa constante. Esta taxa é igual ao inverso da expectativa de vida. Comum em aves.

Tipo III: Padrão de mortalidade onde grande parte dos membros da população morrem em idade muito jovem. Comum em insetos, moluscos e peixes.


http://www.abpbrasil.org.br/departamentos/coordenadores/coordenador/noticias/imagens/glossario_de_epidemiologia.pdf


Mutação

Propriedade de um organismo sofrer alteração expontâneas nos seus genes. Podem ocorrer por torca g~enica, alterações na formação de nova fita de DNA ou incoorporação de plasmídeos. As mutações podem ou não ser benéficas para o agente, podendo levar a resistência à fármacos, habilidade de infectar outras espécies ou outros orgãos.

Fonte: http://www.ib.usp.br/evosite/evo101/IIIC1Mutations.shtml