Roteiro da Semana 4

Roteiro da semana 4 do Curso de Vida e Educação em Ciências

Evolucionismo


O evolucionismo ou transformismo


Figura 4.3

Em meados do século XVIII, um novo tipo de pensamento começa a surgir, opondo-se ao fixismo: o evolucionismo ou transformismo, que focava na compreensão da origem e das transformações de diversos componentes e fenômenos do mundo natural, como as estrelas, o sistema solar e o relevo. Várias teorias de evolução biológica também fizeram parte desse movimento intelectual.

A ideia central do evolucionismo é a de que o estado natural de todas as coisas que existem no mundo é a mudança e não a permanência, como apregoava o fixismo. Ou ao contrário, a permanência, quando ocorre na natureza, é tida pelos evolucionistas como uma situação de exceção.

Vale ressaltar a importância das coleções dos museus de história natural para a elaboração do pensamento evolutivo. Como vimos na semana passada na disciplina Terra, os museus foram instituições essenciais para a organização e conservação de objetos mineralógicos, mas também dos espécimes representantes da biodiversidade coletada no período das grandes navegações, bastante utilizados por cientistas de diferentes épocas.